Ciclo de vida de um produto: para que serve e quais são os estágios

O ciclo de vida de um produto corresponde às fases comuns que ele atravessa, desde o momento em que é concebido até ser retirado do mercado

O ciclo de vida de um produto é um conceito que envolve todas as etapas pela qual ele passa. O conhecimento aprofundado desse percurso é essencial para que a empresa execute ações de vendas e marketing no momento ideal.

Para entender o que é o ciclo de vida de um produto, é possível usar um exemplo da própria biologia. Semelhante a um organismo vivo, um produto nasce, momento que corresponde à sua criação; evolui e morre ao perder sua força no mercado. 

O objetivo principal da empresa é evitar que o produto saia de circulação, ou seja, seja extinto. Por sua vez, o conhecimento do ciclo de vida permite o alinhamento de todas as estratégias ao estágio em que ele está.

Segundo a Consultoria Nielsen, são lançados mais de 20.000 novos produtos anualmente na América Latina. Porém, cerca de metade dos itens lançados possui suas vendas reduzidas significativamente no seu segundo ano de vida. De acordo com a pesquisa, mais de 30% não estarão presentes no mercado por mais de um ano.

O que é ciclo de vida de um produto?

O ciclo de vida é um conceito que abrange o conjunto de etapas que todo produto percorre. Essas fases incluem o momento da sua concepção até a sua retirada do mercado. 

Segundo Clayton Christensen, professor na Harvard Business School, 30 mil novos produtos de consumo são lançados todos os anos e mais de 90% deles falham. Por isso, é muito importante planejar a criação, o desenvolvimento, o lançamento e o marketing de novas soluções. 

O termo ciclo de vida de um produto foi desenvolvido por Theodore Levitt, um economista alemão que escreveu vários artigos para a Harvard Business School. Em seus estudos, ele descobriu que as características do produto se alteram durante a mudança de fases. Além disso, esse percurso é considerado na tomada de decisões administrativas do negócio. 

Desse modo, ele propôs um modelo com 5 fases, denominado ciclo de vida de um produto (CVP): 

  • Fase 1: desenvolvimento;
  • Fase 2: introdução;
  • Fase 3: crescimento;
  • Fase 4: maturidade;
  • Fase 5: declínio.

Para que serve o CVP?

O ciclo de vida de um produto é importante pois é usado como uma ferramenta de gerenciamento das ações da empresa. Ele é um recurso que auxilia na identificação de tendências e riscos futuros. 

Após entender como funcionam as fases do ciclo de vida de um produto, a empresa consegue definir sua estratégia e dar os próximos passos no seu desenvolvimento. Logo, esse recurso é fundamental para empresas que operam no varejo e até no atacado. 

Além disso, a análise também evita que o ciclo seja reduzido, pois permite a exploração máxima do potencial do produto. 

Principais etapas

Confira as principais etapas do ciclo de vida de um produto:

Desenvolvimento

O primeiro estágio do ciclo de vida de um produto é o desenvolvimento, ou seja, o momento que ele é idealizado pelos criadores. Nessa fase, eles planejam suas características e a finalidade dessa nova solução.

Assim, a empresa executa testes no seu protótipo em busca de pontos a serem melhorados e falhas, além de também realizar ajustes na sua proposta de valor. 

Introdução

A segunda fase é a introdução, quando o produto já está pronto para ser lançado e atende às necessidades do público-alvo. Além disso, esse estágio é o que costuma exigir mais investimentos em marketing.

Essa etapa se caracteriza pelo volume baixo de vendas e faturamento, já que os clientes ainda estão no processo de conhecer a solução e determinar se ela resolverá suas dores e problemas. 

Crescimento 

O crescimento é a terceira etapa natural do ciclo de vida de um produto. Na prática, o público já conhece a solução e os benefícios que ele oferece, o que promete um aumento nas vendas e no faturamento da marca. 

Nessa etapa, os investimentos em marketing e vendas são direcionados para que o produto se adeque às necessidades da audiência e conquiste mais espaço no mercado. Contudo, muitas empresas ignoram essas medidas, o que compromete a fase seguinte e faz com que o produto siga direto para o declínio.

Maturidade

A etapa da maturidade corresponde a produtos que atingiram o auge do seu potencial. Logo, a tendência é a estabilização das vendas e a conquista de um público fiel para divulgar o item. 

O desafio dos gestores é preservar essa posição e estender a fase o máximo possível, sempre tendo em mente que nenhum produto ou marca é eterno. 

A recomendação, portanto, é prolongar essa etapa, pois ela promove a consolidação da marca no mercado e incentiva a aceitação do público quanto aos produtos que serão lançados no futuro.

Declínio

Por fim, o declínio é uma fase que decorre de muitos fatores. Por exemplo, o surgimento de novas tecnologias muitas vezes é responsável por tornar a solução da marca obsoleta. 

Sendo assim, a responsabilidade da empresa é se reinventar e melhorar suas soluções sempre. O objetivo é torná-las atrativas mais uma vez para o público consumidor ou desenvolver produtos mais atuais.

ciclo-de-vida-de-um-produto-o-que-e

Vantagens de se acompanhar o ciclo de vida de um produto

Acompanhar o ciclo de vida de um produto oferece muitas vantagens para a empresa. O primeiro benefício é o aperfeiçoamento da geração e gestão de leads, pois possibilita um diagnóstico objetivo e claro de novas oportunidades. 

Além disso, a empresa consegue otimizar os seus investimentos em ações de marketing e direcionar melhor os esforços no setor de vendas. 

Entender o ciclo de vida de um produto também promove decisões estratégicas com mais embasamento por parte dos gestores, que também elaboram um planejamento mais eficiente do setor financeiro no longo prazo. 

O acompanhamento também aumenta a longevidade do produto e torna a organização e gestão de processos mais efetivas, esse último benefício é similar à função das metodologias ágeis. Por fim, a empresa consegue se ajustar mais facilmente para ser capaz de lidar com os concorrentes. 

Ciclo de vida do produto e Matriz BCG

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, apesar de semelhantes, o ciclo de vida do produto e a matriz BCG não são a mesma coisa. O primeiro termo se refere às etapas que o produto atravessa, enquanto o segundo é semelhante ao pipeline de vendas e funciona como uma representação gráfica de todas as soluções que a empresa comercializa. 

A matriz BCG funciona com base em 4 fundamentos. O primeiro é o produto estrela, uma classificação usada para itens no estágio de crescimento e com grande potencial de rentabilidade no futuro. 

O segundo fundamento é a vaca leiteira, que representa produtos com maturidade no mercado e que geram mais faturamento ao negócio. As interrogações são uma categoria que se refere a produtos e serviços que não demonstram claramente se trarão um bom retorno financeiro.

Por fim, os abacaxis são uma categoria para os itens que costumam gerar problemas para a empresa e que demandam grandes investimentos. 

Como prolongar o ciclo de vida de um produto

Precificação

A primeira estratégia para prolongar o ciclo de vida é pensar na precificação do produto desde sua introdução no mercado. Portanto, o seu preço precisa ser acessível e oferecer um custo-benefício considerável em relação à concorrência.

Publicidade e propaganda

O investimento em campanhas de publicidade e propaganda permite que a empresa aproveite a fase de maturidade do produto por mais tempo. Essas ações são importantes quando o produto já é tido como a principal opção do mercado, pois reforça sua presença junto ao público consumidor e evita que ele caia no esquecimento.

Novos canais e mercados

A exploração de novos canais e mercados é mais uma estratégia que amplia o ciclo de vida de um produto. Ela é implementada especialmente na fase de introdução, pois possibilita que um número maior de consumidores conheça o item. 

Explorar mercados em potencial e novos canais de distribuição aumenta a visibilidade da marca e maximiza o seu lucro.

Entendeu como o ciclo de vida de um produto funciona? Continue lendo o nosso blog para aprender mais sobre outras metodologias e conceitos relevantes para sua marca.

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

formacao-product-design-banner

Gama Experience - Formação em Product Design