Tudo sobre ESG: conheça as principais práticas

Estar alinhado com propostas socioambientais é um dos fatores que mais diferencia uma organização em termos de impacto, relevância e longevidade, e é aí que entra a importância do ESG. Conheça e entenda este conceito! 

Qual o significado de ESG?

A sigla ESG vem do inglês e significa Environmental, Social e Governance, traduzidas como Meio ambiente, Social e Governança. 

No cenário corporativo, estes três fatores buscam medir o nível de comprometimento de uma empresa com causas socioambientais. 

Quais são as práticas de ESG?

Para garantir a aplicação dos preceitos do ESG, é preciso que haja uma estruturação diferenciada das políticas internas de uma empresa, com uma verdadeira mudança em sua cultura organizacional. 

Para te ajudar a entender o conceito, conheça 6 práticas de ESG:

1. Conscientize sua equipe: time preparado é time que vence

O primeiro passo para garantir a durabilidade das ações de ESG é preparar adequadamente o componente mais importante da empresa: as pessoas.

Só assim será possível manter uma produção que esteja de fato alinhada aos objetivos ESG. 

Ofereça treinamentos e capacitações sobre questões ambientais e sociais, como: práticas de zero waste no trabalho e em casa, atendimento humanizado, questões relacionadas aos direitos humanos, etc.

Também não se esqueça de manter um canal aberto com o time, para realizar o feedback necessário. 

2. Realize a gestão adequada dos resíduos: rumo ao desperdício 0!

Invista em meios que garantam a administração adequada dos resíduos gerados nos processos de produção da sua empresa.

Para facilitar o entendimento da situação em relação às diretrizes que precisam ser respeitadas neste quesito, faça relatórios de forma regular, além de realizar auditorias internas.

Manter as pessoas que compõem a organização a par dos processos está diretamente ligado ao caráter da Governança do ESG e precisa ser levado em consideração. 

3. Estude o ambiente de trabalho para reduzir riscos: segurança é lei

Investir na criação de um espaço de trabalho seguro é o primeiro passo para garantir a qualidade de vida do seu time, o que tem impacto direto na produtividade.

Conte sempre com o apoio de uma equipe especializada em segurança do trabalho para ter certeza de que as regulamentações vigentes são respeitadas. Assim, você garante que o projeto seja bem feito e evita multas. 

Se você atua em escritórios ou outros espaços cujas atividades não oferecem tantos riscos físicos, não pense que não tem trabalho a fazer. 

Mesmo em atividades que não precisam usar EPIs – Equipamentos de proteção individual, ainda é possível investir em outras medidas para garantir a saúde corporativa, como projetos de ergonomia, qualidade de vida e bem-estar corporativo. 

Também não se esqueça de treinar sua equipe sobre tais questões, para que possam prezar pela própria segurança.

4. Ofereça benefícios: quem trabalha feliz, trabalha melhor! 

Empresas que se diferenciam pelo cuidado com sua equipe são aquelas cujos colaboradores/as são verdadeiramente engajados/as, do tipo que vestem a camisa da empresa com orgulho.

Afinal, é difícil ter comprometimento em um espaço no qual você não se sente valorizado. 

Benefícios como dia de folga no aniversário, convênio médico e psicológico, gympass, vale presentes e espaço kids para quem tem filhos são algumas das vantagens que já vem sendo implementadas por empresas  

5. Não fale da boca para fora: promova a diversidade e a inclusão dentro da sua empresa

Garantir diversidade e inclusão dentro da sua empresa é vital para ser relevante. Afinal, como atingir vários clientes e vários mercados se você trabalha com um tipo só de pessoa?

Você pode promover processos seletivos diferenciados para áreas demográficas diferentes e montar um time diverso e inclusivo.

Fomente palestras e capacitações que discutam diversidade racial, acessibilidade, identidade de gênero, orientação sexual, questões geracionais e de classe social, entre outras. 

Também não se esqueça de contar com uma equipe de apoio e ferramentas adequadas para garantir o acesso de pessoas com deficiência aos seus produtos e serviços.

6. Invista em programas de treinamento: aprimorar sua equipe é aprimorar seu negócio  

Para garantir que a implementação das mudanças de ESG serão sustentáveis no longo prazo e que vão ocorrer de forma organizada é preciso preparar a equipe. 

A cada nova mudança, faça um treinamento. Invista também em capacitações de outras áreas relacionadas às funções que seus/as colaboradores/as desenvolvem. 

O que são políticas ESG? 

As políticas ESG dizem respeito às normas criadas pelas empresas para incorporar os princípios de cuidado com o Meio Ambiente, com questões sociais e com a governança, dentro de sua cultura organizacional.

Uma boa forma de se orientar na hora de pensar em quais direções deve seguir para começar a estruturar suas políticas internas é prestar atenção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.  

De acordo com a organização, os global goals “são um apelo global à ação para acabar com a pobreza, proteger o meio ambiente e o clima e garantir que as pessoas, em todos os lugares, possam desfrutar de paz e prosperidade”.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são: 

  1. Erradicação da Pobreza: acabar com a pobreza no mundo em todas as suas formas.
  2. Fome Zero e Agricultura Sustentável: acabar com a fome, garantir segurança alimentar e a promoção da agricultura sustentável.
  3. Saúde e Bem-estar: assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas as pessoas.
  4. Educação de Qualidade: assegurar o acesso à educação inclusiva, equitativa e de qualidade, além de promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida.
  5. Igualdade de Gênero: alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas ao redor do globo.
  6. Água Potável e Saneamento: assegurar a disponibilidade e gestão sustentável de recursos hídricos e de saneamento.
  7. Energia Limpa e Acessível: assegurar o acesso sustentável, confiável, moderno e acessível à energia.
  8. Trabalho Decente e Crescimento Econômico: promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, com empregos plenos e produtivos e trabalho decente para todas e todos.
  9. Indústria, Inovação e Infraestrutura: construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.
  10. Redução das Desigualdades: reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles. 
  11. Cidades e Comunidades Sustentáveis: tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, sustentáveis e resilientes.
  12. Consumo e Produção Responsáveis: assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.
  13. Ação contra a mudança global do clima: tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.
  14. Vida na Água: conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.
  15. Vida Terrestre: proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres.
  16. Paz, Justiça e Instituições Eficazes: promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, o acesso à justiça e a construção de instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.
  17. Parcerias e Meios de Implementação: fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Gostou do conteúdo? Confira outros textos do nosso blog para saber mais sobre ESG!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.