Trabalhos autônomos lucrativos para você começar o seu negócio digital

O trabalho autônomo pode significar a liberdade profissional que uma pessoa tanto deseja e busca em sua vida. Com o advento da Internet, esse modelo tem crescido no mercado e vem se mostrado lucrativo.

Pela dificuldade em arrumar vagas com carteira assinada, muitas pessoas têm aderido às modalidades de trabalhos autônomos lucrativos. Hoje, com apenas um aparelho eletrônico e uma boa conexão com a internet, já é possível trabalhar de qualquer lugar do mundo e se tornar até mesmo um nômade digital. 

Além do benefício de ser seu/sua próprio/a chefe, o/a trabalhador/a autônomo/a também se torna um/a empreendedor/a. 

Em 2021, segundo dados da pesquisa Pnad Contínua divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o número de trabalhadores/as autônomos/as no país chegou a 25,4 milhões.

O que é um trabalho autônomo?

O/a profissional autônomo/a é aquele/a que trabalha por conta própria. Sua principal característica é a independência empregatícia. 

No geral, o/a profissional não é obrigado/a a lidar com horários rígidos estipulados por uma empresa, sistema de ponto e um local de trabalho fixo.

Seja uma pessoa física ou jurídica, o/a profissional autônomo/a estabelece um preço que considera justo por seus serviços e produtos e busca atender diretamente seus clientes. 

Esse tipo de trabalho proporciona mais autonomia financeira e organizacional e incentiva o sucesso profissional. Além disso, por não possuir um/a chefe ou supervisor/a, a pessoa lida apenas com a orientação do cliente. 

Vantagens do trabalho autônomo

O trabalho autônomo é um modelo que acaba oferecendo muitas vantagens. A primeira delas é a autonomia da vida profissional, uma vez que a pessoa consegue estabelecer seu próprio horário e trabalhar de onde quiser.

Sem a necessidade de cumprir uma carga horária fixa, a pessoa trabalha em períodos que sejam confortáveis. Desse modo, o modelo permite a conciliação da vida profissional e pessoal, pois é possível resolver problemas particulares com mais praticidade.

Outro benefício é que o/a profissional autônomo/a não precisa atender a uma hierarquia. Assim, ele/a estabelece seu modo de entrega, correção de erros e trabalho. 

O modelo autônomo não exige que o/a profissional tenha cursos e diplomas. Contudo, ainda assim é necessário que ele/a tenha uma preparação sólida e experiência para realizar suas atividades.   

Sendo assim, é normal o uso de portfólios, principalmente no ambiente digital. Eles servem para comprovar a expertise da pessoa e gerar mais confiança em relação às suas habilidades técnicas. 

Outra vantagem importante do trabalho autônomo é sua lucratividade. Devido à liberdade de precificação e flexibilidade, o/a profissional consegue cobrar preços melhores e obter um volume maior de trabalho.

Exemplos de trabalhos autônomos lucrativos 

Freelancer de marketing digital

O ambiente online é ótimo para os/as profissionais que trabalham com marketing digital. A gestão de redes sociais e a produção de conteúdo para sites, blogs, ebooks e outros materiais digitais são duas formas de explorar esse mercado. 

Designer gráfico

Quando uma empresa precisa trabalhar na sua identidade visual ou com produtos e serviços, ela costuma contratar um/a designer gráfico. Essa função é essencial para consolidar a presença online de uma marca.  

Para destacar a empresa no ambiente digital, o/a designer gráfico produz conteúdos e peças visuais para blogs, sites, apps e outras plataformas.  

Redator de conteúdo freelancer

O marketing de conteúdo é muito importante para as marcas. Em especial, o/a redator/a freelancer trabalha com a entrega de textos sob demanda. 

Fazendo parte da estratégia de marketing digital, é importante que os/as redatores/as adotem uma comunicação clara, que corresponda à linguagem do público-alvo e com excelente domínio da Língua Portuguesa. 

As habilidades e conhecimentos desse/a profissional também incluem as técnicas de SEO, inbound marketing e storytelling. 

Empreendedor de e-commerce

Em 2020, o total de consumidores de e-commerce apresentou um aumento de 17,9 milhões em relação ao ano anterior. Esse dado é da 43ª edição do Webshoppers, pesquisa feita pela Ebit Nielsen. 

Por ser considerado um mercado em crescimento, o e-commerce é um negócio com grande potencial. É possível apostar em diversos nichos para a venda de produtos online. 

Programador

Atualmente, é crucial que as empresas estejam presentes no ambiente online. Sendo assim, a função de programador/a tem se destacado no mercado. Esse/a profissional fica a cargo da manutenção e desenvolvimento de softwares, sites, apps e outras soluções digitais. 

Blogger

Com o avanço da publicidade online, dos patrocínios e monetização de plataformas digitais, a profissão de blogueiro/vlogger tem crescido. Pessoas que escrevem bem, possuem conhecimentos específicos e têm facilidade em se comunicar com o público conseguem compartilhar seus conteúdos nas redes sociais e blogs.

Como fazer de um trabalho autônomo o seu negócio no mercado digital

Um trabalho autônomo pode se tornar um negócio dentro do mercado digital. O baixo investimento financeiro e a redução da carga tributária nessa modalidade são incentivos para essa mudança de rumo profissional. 

Vale dizer, no entanto, que trabalhar no ambiente online depende da utilização de um aparelho móvel ou computador de qualidade. Portanto, é preciso garantir a manutenção dessas ferramentas e um bom acesso à Internet.

Confira mais etapas para levar seu trabalho autônomo ao ambiente digital:

  • Faça uma análise do mercado e encontre uma solução inovadora;
  • Realize um planejamento estratégico;
  • Segmente seu nicho e busque uma margem de erro;
  • Não misture suas finanças pessoais com o caixa da empresa;
  • Invista no marketing digital.

Diferença entre microempreendedor, profissional liberal e profissional autônomo

Muitas pessoas acabam confundindo o/a trabalhador/a autônomo/a com o/a trabalhador/a liberal e o/a microempreendedor/a. 

Na modalidade de pessoa física ou jurídica, o/a prestador/a de serviços não possui nenhum vínculo empregatício com uma empresa. O/a trabalhador/a autônomo/a pode atuar por um determinado período de tempo e não precisa apresentar nenhuma certificação.

Além disso, ele/a não precisa atender a nenhuma hierarquia e não é monitorado/a por nenhum gestor responsável. A cada serviço prestado, a empresa disponibiliza um RPA (Recibo de Pagamento Autônomo) ao/a profissional. 

No caso do/a profissional liberal, ele/a tem a opção de trabalhar com ou sem um vínculo empregatício e pode ser associado/a a mais de uma empresa, podendo aproveitar de todos os benefícios da contratação CLT. 

Contudo, para que possa exercer a função de profissional liberal, é necessário que a pessoa seja representada por um sindicato ou conselho, o que inclui o pagamento de taxas. 

Quanto ao/a microempreendedor/a, diferentemente dos/as profissionais liberais e autônomos/as, ele/a é obrigado/a a trabalhar como uma pessoa jurídica, o que significa possuir um CNPJ. 

Dicas de organização para o trabalhador autônomo 

Espaço de trabalho

Mesmo que seja em casa, é importante ter uma estrutura que atenda às necessidades profissionais e incentive sua concentração no trabalho

Na atuação profissional autônoma, a primeira dica é ter um espaço destinado para a realização específica das atividades. Por exemplo, uma mesa ou escrivaninha com todas as ferramentas, como eletrônicos e materiais de escritório. 

Caso o/a profissional prefira trabalhar em um ambiente externo, existem muitos coworkings que entregam uma estrutura completa e confortável.

Seja organizado

Para obter a excelência no trabalho autônomo, é essencial organizar as atividades semanais e diárias e não esquecer compromissos e demandas. Além de planilhas e agendas, o profissional pode utilizar ferramentas digitais que estruturam tarefas e definem prioridades, como, por exemplo, aplicativos. 

Tenha organização financeira

Na maioria dos casos, a receita do trabalho autônomo é variável. Portanto, a recomendação é ter organização financeira e administrar todos os lucros e despesas.

Estabeleça uma rotina

Uma das principais dicas para os/as trabalhadores/as autônomos/as é estabelecer horários e uma rotina de trabalho organizada. Assim, o/a profissional administra seu tempo e entrega todas as demandas nos prazos certos. Esse hábito estimula o aumento da produtividade, eficiência e qualidade dos serviços prestados.

Curtiu o nosso conteúdo sobre trabalho autônomo? Continue lendo o nosso blog para mais artigos sobre o mercado digital.

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.