Saiba quais as soft skills necessárias para formar um time perfeito

Ter um time perfeito! Costumo dizer que CEOs, gestores/as, líderes, profissionais de RH e todas as pessoas que se dedicam a montar um quadro de colaboradores/as compartilham desse mesmo desejo. 

Muitas vezes, surpreendo esses/as líderes de startups e empresas digitais quando digo que o segredo para formar um time perfeito está nas soft skills, e não nas hard skills, como muita gente pensa.

Talvez a sua reação também seja de surpresa, mas, com base na minha experiência de muitos anos em formação de equipes, consegui perceber que as soft skills, ou seja, as habilidades comportamentais de um/a colaborador/a, são muito mais importantes para a composição de times produtivos do que o conhecimento técnico e burocrático.

Para seguirmos juntos/as com esse raciocínio, vale à pena relembrar rapidamente o que são soft skills e como elas são reconhecidas nos/as profissionais do mercado digital. Primeiro as primeiras coisas, não é mesmo?

Soft skills: o que são essas habilidades dos profissionais digitais

Os/as profissionais digitais possuem habilidades técnicas que são conhecidas como Hard Skills e habilidades comportamentais que são chamadas de Soft Skills.

No conhecimento técnico estão o conteúdo, as habilidades e a bagagem adquiridos pelo/a profissional em sua formação, como, por exemplo, o domínio de softwares, base teórica, técnicas de vendas, ferramentas de design, etc. 

Já as soft skills são as habilidades comportamentais que são próprias de cada pessoa. O dicionário define habilidade como capacidade, agilidade, destreza ou característica. Quando falamos de soft skills, estamos tratando diretamente das características pessoais de cada colaborador/a. 

Mas quais são as capacidades e características de um time com soft skills? As habilidades mais importantes e esperadas para compor uma equipe forte, dinâmica, ágil e inteligente são as seguintes:

  • Capacidade de resolver problemas
  • Resiliência
  • Inteligência emocional
  • Organização
  • Flexibilidade
  • Saber trabalhar em equipe
  • Entregar bons resultados sob pressão
  • Comprometimento
  • Confiança
  • Atitude positiva
  • Facilidade para se relacionar
  • Liderança
  • Boa comunicação 
  • Empatia
  • Entre outras

Quando avaliamos as Hard Skills e as Soft Skills, precisamos levar em consideração como estas habilidades são desenvolvidas pelos/as profissionais. E acho que exemplos vão ilustrar melhor o que quero dizer. 

As Hard Skills são mais “fáceis” de aprender e treinar. Por exemplo, um/a desenvolvedor/a que está treinando uma nova linguagem, como Java ou C, precisa assistir às aulas, fazer os exercícios e realizar vários treinamentos. Com dedicação e estudo, será possível adquirir essa nova habilidade técnica.

Agora, como transformar este/a mesmo/a desenvolvedor/a em um/a profissional colaborativo/a, paciente e organizado/a? Se essas características não fizerem parte da personalidade desse/a colaborador/a, é possível dizer que treiná-las e desenvolvê-las será bem desafiador. 

As soft skills são conquistadas mais devagar e, no meu ponto de vista, fazem parte do próprio desenvolvimento pessoal e das características humanas. Ou seja, esse/a desenvolvedor/a do exemplo acima pode mudar com o tempo, mas isso vai exigir um prazo que talvez a empresa não tenha.

Então, a dica é escolher alguém que já possua as soft skills que a empresa precisa ou ter uma cultura de treinamento contínuo dessas habilidades comportamentais. 

É claro que, dentro de um ambiente corporativo, temos pessoas diferentes e com características que se complementam para o sucesso da equipe. Você pode ter na sua empresa ou startup um/a líder super carismático/a, mas que não é tão organizado/a, e uma pessoa mais tímida que dá show na organização e no cumprimento de prazos. 

Quando saímos da avaliação individual e avançamos para uma perspectiva das soft skills em ambiente coletivo, o ideal é “juntar as peças” e aproximar pessoas com diferentes habilidades comportamentais para que elas possam evoluir juntas. 

Como desenvolver soft skills na sua equipe

Costumo dizer que é a prática que faz a diferença no resultado. A teoria é importante, mas é executando que aprendemos uma nova habilidade, seja ela técnica ou comportamental. 

Para ter mais soft skills na sua equipe, a orientação é fazer treinamentos com essa finalidade. O time precisa ter contato frequente com conteúdos que explorem a importância das soft skills e que mostrem quais são as soft skills esperadas pela empresa. 

É preciso falar a respeito, mas com todo cuidado para não cair na cilada de um/a colaborador/a ficar apontando defeito no/a outro/a. Para evitar essa catástrofe, a dica é sempre profissionalizar os treinamentos, como contratar alguém de fora para fazer este trabalho.

Aqui, na Gama Academy, temos ajudado várias empresas com treinamentos corporativos personalizados e processos de seleção no modelo Education Recruitment (clica aqui para saber mais). 

Agora, se o orçamento estiver curto, seu próprio time de RH ou administrativo pode organizar materiais, palestras, dinâmicas e algumas atividades sobre soft skills.

Autocontrole

O ideal é que estes exercícios ou reflexões estejam voltados para o autocontrole e a autorregulação, já que muitas das soft skills dependem do equilíbrio pessoal e da inteligência emocional do/a profissional digital.

As pessoas precisam aprender a administrar suas emoções, abstrair e relaxar em momentos de tensão e, especialmente, controlar as reações impulsivas. Algumas práticas de meditação costumam ajudar bastante as equipes que estão atuando sob forte carga de estresse, algo muito comum em fechamentos de grandes projetos.

Gerenciamento de tempo

Essa é uma das soft skills mais importantes para um time funcionar bem, já que o trabalho de um/a depende da entrega do/a outro/a, pois muitos produtos digitais estão totalmente conectados em sua fase de desenvolvimento.  

Exercícios para as pessoas aprenderem a gerenciar o tempo são essenciais para a equipe adquirir soft skills relacionadas à organização, colaboração, produtividade e planejamento. 

A dica aqui é simples: passe uma tarefa em uma simulação bem próxima do real, coloque um cronômetro e quando o tempo acabar, verifique o desempenho de cada colaborador/a. 

Depois disso, o trabalho consiste em entender quais foram as falhas e como elas podem ser ajustadas, sempre com foco na equipe.

Feedbacks são importantes para equipes não ficarem intoxicadas

Como as soft skills serão conquistadas, aprimoradas e desenvolvidas sem que um/a colega saiba o que os/as líderes ou seu time pensa dele/a? De maneira inteligente e cuidadosa, é possível implementar a cultura de feedback no ambiente de trabalho, e isso trará um benefício imenso para a equipe.

Além de apontar o que precisa ser melhorado em termos de soft skills, uma cultura de feedback bem fortalecida aumenta o nível de confiança, companheirismo e empatia entre as pessoas que formam um time. E vale lembrar que os/as líderes também precisam receber feedbacks, certo?

Vou reforçar também que algumas soft skills são indispensáveis quando estamos estruturando grupos, já que a interação entre as pessoas vai refletir em um trabalho bem-executado. Entre as mais importantes, estão: empatia, resiliência, ética no ambiente de trabalho e espírito colaborativo.

Soft skills mais importantes para 2021

O ano de 2021 chega repleto de desafios, e muitas soft skills serão determinantes para as empresas que pretendem crescer com seus produtos e serviços em um mercado digital promissor, mas extremamente competitivo. 

Em um cenário dinâmico e que exige muita inovação, uma das soft skills mais valorizadas pelos/as recrutadores/as é a criatividade. Pessoas que conseguem “pensar fora da caixa” e criar seu próprio padrão de raciocínio, trazendo ideias diferentes e praticáveis, se tornam peças fundamentais dentro dos times.

Essas pessoas conseguem enxergar soluções simples para problemas complexos e causam na gente aquela sensação de perplexidade, do tipo: “como eu não pensei nisso antes?!”.

Como os negócios digitais estão crescendo em escalas inimagináveis, as soft skills relacionadas às estratégias de Growth Hacking também são muito procuradas pelos/as recrutadores/as ou inseridas nos times através de treinamentos. Em geral, elas estão ligadas à motivação, vontade de aprender e capacidade de tomar a iniciativa.

Paciência e raciocínio crítico para fazer análises também estão entre as soft skills que vão fazer a diferença em 2021. Ter no time uma pessoa que consegue passar boas horas concentrada em dados, comparando gráficos, planilhas e relatórios é fundamental para a tomada de decisão e planejamento da empresa.

Autocontrole, autorregulação e responsabilidade fecham a lista das soft skills mais importantes para 2021, já que o mercado digital precisa de profissionais maduros/as, disciplinados/as, dedicados/as, organizados/as e dispostos/as a cumprir metas e atender prazos, mesmo em home office.

Se o seu time tiver pessoas com essas características, pode ter certeza de que você está no caminho correto para chegar à equipe perfeita (ou o mais próximo disso). 

Siga as nossas dicas para aprimorar as soft skills dos/as seus/suas colaboradores/as e conte com a gente para oferecer treinamentos personalizados para a sua equipe! 

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.