Recrutamento e Seleção: saiba o que é e os softwares que vão tornar o processo mais eficiente

A área que cuida de recrutamento e seleção na sua empresa é primordial para conquistar resultados positivos no desempenho da organização como um todo. 

Afinal, toda empresa é a somatória de seus recursos humanos e o que eles/as fazem para contribuir com o crescimento do negócio. 

Uma das principais mudanças que a internet trouxe, especialmente para as startups e empresas de tecnologia que fazem recrutamento e seleção, é a troca rápida e facilitada de informações e perfis entre a empresa e o/a candidato/a.

Hoje, o/a candidato/a já vai para um processo seletivo cheio de informações, isso é, ele/a já sabe como é trabalhar na empresa, a cultura da organização, o que os/as funcionários/as ou ex-funcionários/as pensam sobre a administração, dentre outras tantas informações valiosas. 

Ou seja, o/a candidato/a já escolheu — de certa forma — a empresa, antes inclusive de seguir para a primeira entrevista. 

Com isto, as companhias começaram a ter que se preparar também para selecionar estes/as candidatos/as. E é aí que surge a necessidade de toda empresa trabalhar a sua marca empregadora (employer branding).

Um estudo realizado pelo Linkedin, sobre as tendências de recrutamento no Brasil em 2016, revelou que 68% das companhias entrevistadas valorizam e vêm a marca empregadora como uma tendência no mercado, um fator importante no processo de recrutamento e seleção. 

Além disso, também de acordo com o estudo executado pelo Linkedin, 75% das companhias acreditam que as redes sociais profissionais são as plataformas de divulgação de marcas empregadoras mais eficazes, seguidas pelo site da empresa (57%) e pelas mídias sociais em geral (54%).

Então, para chegarmos à conclusão sobre o que é o processo de recrutamento e seleção, devemos estabelecer que ele trata da aquisição de talentos para uma startup ou empresa tradicional, uma tarefa difícil, pois significa encontrar a pessoa quase perfeita para a vaga dos sonhos.

É um casamento com uma harmonia indiscutível, já pensou na produtividade? 

Porém, voltando ao mundo real, a gente sabe que o recrutamento e seleção dá muito trabalho, é um processo humano, acima de tudo, e exige empatia, senso crítico e profundo entendimento comportamental. 

Quem você realmente está procurando no recrutamento e seleção?

O mercado digital é revolucionário em todos os sentidos, e na contratação de talentos não poderia ser diferente. Estamos ressignificando o papel da educação no mercado de trabalho.

O objetivo das empresas digitais, mais do que as companhias tradicionais, é encontrar uma pessoa com potencial, capacidade para fazer o trabalho e habilidades (soft e hard skills), certo?

Por isso, as áreas de recrutamento e seleção não estão presas à educação tradicional. Quantas pessoas fizeram faculdade e não sabem fazer o trabalho? Lembre-se de alguém que já passou pela sua empresa de tecnologia, infelizmente isso deve ter acontecido.

O contrário também existe, felizmente. Você já deve ter contratado alguém que não tinha uma “formação” tradicional, mas que aprendeu rápido as habilidades técnicas necessárias para desempenhar as atividades com eficiência!

Por isso, quando falamos que as startups fazem o recrutamento e seleção bem além do currículo, isso significa que as boas vagas não estão mais atreladas à universidade ou à opinião pessoal de antigos/as empregadores/as.

As regras do jogo mudaram porque o cenário é novo: importam as habilidades e elas são testadas em sistemas inteligentes de recrutamento e seleção, como você verá a seguir.

Como otimizar o processo de recrutamento e seleção

Felizmente, o processo de recrutamento e seleção está fortemente conectado com a transformação digital. Todos os setores de uma empresa tradicional ou uma startup estão vivendo essa revolução, inclusive aqueles negócios que se dedicam a encontrar novos talentos.

Na área de Recursos Humanos, a realidade trazida pela indústria 4.0 alterou o posicionamento do setor com a automação de processos, que já faz parte do dia a dia das empresas. 

Agora, o RH assume uma postura mais estratégica e próxima da gestão, inclusive com uma visão mais ampla de negócio. 

A intenção é gerar insumos e informações que sejam capazes de alterar a tomada de decisão através do recrutamento e seleção de talentos, com o uso de tecnologia.

Como a tecnologia pode impactar no recrutamento e seleção?

Primeiro, vamos aprofundar mais um pouco no conceito de recrutamento e seleção separadamente, para ficar claro.

O recrutamento é o conjunto de informações, técnicas e procedimentos realizados para atrair potenciais candidatos/as para a empresa. A intenção é conseguir trazer o máximo de currículos possíveis para o processo de triagem e, assim, criar a possibilidade de ter talentos aptos e encontrar a pessoa certa. 

A seleção é o processo de escolha da pessoa que irá assumir determinada vaga em aberto. Desde o começo do recrutamento até chegar à seleção, existem diferentes ações e atividades para eliminar concorrentes e ter a pessoa que está mais relacionada ao perfil da empresa.

É fundamental que o perfil comportamental do/a futuro/a colaborador/a seja compatível não apenas com as exigências técnicas do cargo, mas também com o fit cultural da organização. 

Sendo assim, as habilidades — soft skills e hard skills — dessa pessoa precisam refletir a realidade que viverá no dia a dia do trabalho.

Para entender o fit cultural, trabalhar com situações-problema é uma ótima alternativa para saber mais sobre os valores, os ideais, a cultura e o modo de ver a vida e a profissão de um/a candidato/a.

Continuando, esse processo pode ser dinamizado por meio de um software de gestão. 

Por meio do People Analytics, por exemplo, é possível de traçar informações sobre o perfil dos/as candidatos/as e associá-los às vagas que estão disponíveis. Isso otimiza toda a análise e possibilita um recrutamento e seleção mais efetivos.

Bem mais prático e inteligente fazer o recrutamento e seleção com a ajuda da tecnologia, não é mesmo?

Com esse sistema de gestão, é possível avaliar as habilidades do/a candidato/a com mais facilidade e agilidade. Dessa forma, o processo ganha em tempo e diminui as possíveis falhas humanas.

Como são avaliadas as soft skills?

Pense em como os processos de recrutamento e seleção mudaram! 

Antigamente, nossos pais entregavam o currículo impresso nas empresas ou agências de emprego. Hoje, o LinkedIn é uma das muitas ferramentas que facilitam esse trabalho. 

Os processos de seleção também mudaram muito! Antes, era comum que os/as recrutadores/as trabalhassem com um processo que consistia em recrutar, fazer entrevista, passar ou não o/a candidato/a. 

Hoje em dia, no entanto, muitos processos já contam com um engajamento do público, com dinâmicas, avaliação técnica e comportamental, fit cultural e por aí vai. 

Um ponto importante nas seleções atuais é o nível de habilidades de cada candidato/a, não apenas habilidades técnicas, mas também as comportamentais. 

As soft skills estão relacionadas às competências comportamentais e emocionais. 

Elas mostram, por exemplo, a capacidade de relacionamento interpessoal de uma pessoa. Essas habilidades podem se tornar verdadeiros diferenciais dentro do ambiente de trabalho, pois impactam o clima e geram um ambiente de engajamento.

São alguns exemplos de soft skills:

  • Trabalho em equipe;
  • Positividade;
  • Determinação;
  • Comunicação clara e objetiva;
  • Persuasão;
  • Liderança.

No processo de recrutamento e seleção de uma empresa digital que buscam profissionais essas qualidades contam muito!

Com a tecnologia, é possível avaliar essas habilidades sem a necessidade de realizar um processo de entrevista — seja presencial ou por recursos on-line. 

A gestão comportamental, por exemplo, traça todo o perfil do/a candidato/a em minutos, oferecendo informações cruciais para o processo seletivo.

Com as características de cada candidato/a bem traçadas, a empresa poderá entender qual perfil é mais compatível para a função e, além disso, ter um processo mais efetivo.

Essa estrutura digital de recrutamento e seleção pode facilitar a aderência à empresa e, dessa forma, gerar benefícios como a redução de custos e diminuição da rotatividade, por exemplo.

Conheça a importância do Education Recruitment nesse novo cenário

Acompanhando as mudanças dos processos de recrutamento e seleção, muitas empresas estão investindo em treinamentos para, então, prosseguir com a contratação. 

Isso é o que compõe a metodologia do Education Recruitment

Aqui, na Gama Academy, por exemplo, na área de Corp, oferecemos soluções em education Recruitment. A ideia dessa abordagem é recrutar e selecionar equipes de alta performance, aliando educação e recrutamento. 

Na prática, o Education Recruitment capacita os novos talentos para atuar em empresas de base tecnológica, além de desenvolver e validar as hard skills e as soft skills dos/as candidatos/as. 

Leia também: O papel do Treinamento e Desenvolvimento no crescimento da empresa (5 insights do webinar)

Além disso, aqui, na Gama Academy, também realizamos, ao final de cada programa, uma Feira de Contratações. A intenção é levar os nossos melhores talentos para se conectarem com as empresas digitais e startups e, assim, possibilitar contratações.

Se por um lado preparamos esses talentos para lidar com o dia a dia corporativo do mundo digital, por outro, otimizamos uma boa parte do processo para as empresas, aproximando-as de profissionais mais preparados/as.

Tudo bem, você sabe agora que os softwares de RH são ótimas ferramentas para recrutamento e seleção de talentos e que a sua startup vai aderir a uma delas. Veja as vantagens!

Vantagens e diferenciais dos softwares de recrutamento e seleção

Vamos deixar claro quais são os benefícios de usar a tecnologia para recrutamento e seleção de talentos e para escolher a pessoa certa para a vaga:

  • É possível integrar o software com diversas plataformas;
  • Você consegue divulgar as suas vagas;
  • Dá para acompanhar todo o processo;
  • Os e-mails são enviados automaticamente;
  • Existem diversas ferramentas de testes online;
  • Crie um banco para armazenar as informações dos/as candidatos/as.

Existem muitas plataformas de cadastro de currículo e a grande maioria desses portais de vagas pode ser integrada ao programa. Também é possível conectar essa ferramenta às redes sociais para atrair mais candidatos/as para o seu processo seletivo. 

Por meio desses softwares de recrutamento e seleção, candidatos/as interessados/as em trabalhar na sua empresa também podem ficar de olho em novas vagas que você publique.

Essas plataformas oferecem diversos relatórios e painéis customizados para que você tenha uma visão sistêmica de todos os processos seletivos cadastrados, ajudando na escolha dos/as candidatos/as ideais para o preenchimento das vagas. 

O software de recrutamento e seleção permite que você:

  • Inclua testes de personalidade;
  • Recolha dados importantes sobre os/as candidatos/as;
  • Analise o histórico profissional de cada um/a deles/as;
  • E até mesmo solicite entrevistas por meio de vídeos para melhorar a qualidade das informações recebidas!

Por meio desses softwares, você consegue guardar um histórico dos/as candidatos/as e criar uma base de profissionais em potencial para o seu negócio. Assim, se surgir uma urgência, você já tem alguém em vista!

No fim, a grande vantagem do software de recrutamento e seleção é o fato de que esse sistema trabalha com inteligência artificial e ajuda você a sistematizar diversos processos seletivos ao mesmo tempo. 

Como avaliar habilidades no recrutamento e seleção

No processo seletivo, os softwares de recrutamento e seleção usados pelos RHs de startups enviam tarefas que testam habilidades. Elas podem ser básicas (soft skills) ou mesmo com execuções técnicas (hard skills). O LinkedIn Recruiter pode ajudar bastante neste sentido. 

No atual modelo competitivo de contratação, esses sistemas automatizados de recrutamento e seleção são muito usados para medir habilidades e encontrar a pessoa certa.

Lembre-se de que, ao escolher o melhor programa para você, é preciso analisar as funcionalidades de cada software e o custo x benefício que você conseguirá ao realizar o investimento. Veja alguns softwares indicados para otimizar processos de recrutamento e seleção

Se a sua startup ainda não usa os softwares de recrutamento e seleção, aproveita para incluir essas tecnologias na rotina de trabalho da equipe de RH. Você vai ver que os processos de contratação serão cada vez mais rápidos e efetivos.

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.