Oferta de emprego: como negociar o salário

Nem todo mundo se sente à vontade para negociar salário durante uma oferta de emprego. Há aquelas pessoas que ficam desconfortáveis só de tocar no assunto ou serem questionadas sobre pretensão salarial. Mas isso não deveria ser assim!

Quem melhor do que você sabe o quanto vale a sua qualificação, os longos anos de estudo e toda a batalha para chegar onde você está? É claro que, em muitos casos, a gente precisa ser maleável na hora de negociar salário, mas isso não significa que você deve aceitar menos do que merece. 

Infelizmente, ainda é muito comum a gente ver profissionais muito qualificados/as que ficam em empresas que não os/as valorizam e que não estão dispostas a oferecer benefícios, planos de carreira e aumentos salariais reais. 

Saiba que, se você for um/a profissional bem preparado/a, com as skills que o mercado valoriza e disposto/a a evoluir sempre, existem várias organizações de braços abertos à sua espera. 

Os desafios de buscar o trabalho dos sonhos

Todo mundo sonha com aquela oferta de emprego bacanuda, na empresa que admira. No mercado digital, o olho de muitos/as candidatos/as está nas grandes companhias de tecnologia, como Google, Facebook e Amazon. 

Chegar até essas posições inclui vários desafios, já que as vagas são sempre bem disputadas e as skills exigidas pelas empresas são amplas. Por isso, estudar a cultura e os valores da companhia dos seus sonhos, preparar-se bem para a entrevista, ter um bom portfólio e apostar continuamente no desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais são iniciativas importantes. 

Além de todos esses desafios na busca pelo emprego, ainda há aqueles que surgem no momento da aceitação, ou não, da proposta de trabalho. Não adianta trabalhar em uma empresa apenas pelo nome que ela tem. Você deve avaliar se a oferta financeira, o ambiente e as condições de trabalho são condizentes com aquilo que você deseja e precisa para viver e ser feliz. 

Um ponto muito importante antes de aceitar uma posição é tirar todas as dúvidas no momento da entrevista. Se a proposta recebida for muito diferente do que você estava esperando, vale a pena ser franco/a e tentar negociar o salário e a oferta como um todo, para evitar possíveis demissões e frustrações. 

Confira algumas dicas para negociar salário em uma oferta de emprego

Para te ajudar a enfrentar esse desafio, preparamos algumas dicas para tornar a negociação salarial mais assertiva, vantajosa, tranquila e profissional. Confira!

Lembre-se que aceitar uma oferta de emprego com salário muito baixo pode impactar a sua produtividade e satisfação durante o trabalho. Então, coloque tudo na balança e considere todas as variáveis. 

Pesquise a média salarial para a função 

O primeiro passo importante é conhecer a realidade do mercado. Faça uma pesquisa sobre a média salarial oferecida pelas empresas que têm o mesmo porte daquela onde você pretende trabalhar e para o seu cargo. 

Diante dessa informação, tenha em mente o quanto você está disposto/a a aceitar. 

Saiba com quem negociar

A oferta de emprego e negociação salarial, normalmente, são feitas com o/a recrutador/a. Primeiro, deixe que o/a profissional responsável pelo processo seletivo te apresente a proposta salarial. Se isso não acontecer, não tenha vergonha de perguntar quanto a empresa paga para a sua função. 

Quando o/a recrutador/a perguntar sua pretensão salarial, apresente um valor realista e que seja interessante para você. 

Deixe claro o que deseja

Ao estabelecer um valor que você considera justo como pagamento para sua função, deixe isso claro para o/a recrutador/a. Diga que você pesquisou a média salarial do cargo e apresente a faixa salarial que considera adequada.  

Se a empresa não estiver disposta a pagar o que você deseja nesta oportunidade, pelo menos você tentou negociar e demonstrou suas qualidades para a companhia. Isso é bom para o networking. Em uma próxima chance, a empresa pode te chamar novamente. 

Prepare-se para receber perguntas difíceis

Quase sempre, quando um/a candidato/a se mostra interessado/a em negociar o salário, ele/a é confrontado/a com perguntas difíceis, como “por que a empresa deveria pagar esse valor a você?”. Para responder, argumente sobre sua qualificação, seu currículo, experiência, cursos, idiomas e tudo o que você fez para se tornar o/a profissional que é hoje. 

Considere todos os pontos ao mesmo tempo

Esteja aberto/a para ouvir o lado da empresa ao receber a oferta de emprego e considere todos os pontos, além do salário. Avalie os benefícios, a flexibilidade que a empresa oferece, o ambiente de trabalho, os desafios e possibilidades de crescimento na carreira.

Além disso, pense no quanto trabalhar naquela empresa é realmente importante para você. Se achar que o desafio profissional compensa, mesmo sem alcançar o salário ideal na negociação, esteja aberto a considerar aceitar a oferta de emprego. Mas nunca perca seus objetivos de vista. Saiba onde você pretende chegar!

Negociar salário nunca vai ser algo fácil ou confortável, mas se você sabe seu valor como profissional, precisa aprender a argumentar para chegar em um ponto de equilíbrio e uma condição que seja boa para você e para a empresa. 

Tenha em mente que cada negociação é única e que você precisa sentir o clima e a receptividade dos/as recrutadores/as no momento de negociar salário. Seja simpático/a, não pareça ganancioso/a demais ou arrogante e mostre que você merece um salário melhor por causa das suas habilidades que podem agregar valor aos processos e resultados da empresa. 

Quer saber mais sobre mercado de trabalho e recrutamento, além de se preparar para encarar os desafios das principais carreiras digitais? Então, conheça agora o nosso app GamaStation!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.