Mídia paga x mídia orgânica: entenda as diferenças

Como fazer seu/sua cliente te notar? Qual é a melhor forma de chegar até ele/a? Essas são algumas questões que estão sempre na mente de quem trabalha com marketing digital, pois todos/as sabem que é preciso pensar em maneiras de se destacar em um mercado cheio de opções e concorrência. 

Para isso, é preciso pensar em uma estratégia boa e que alie diferentes elementos: é justamente aí que entram a mídia orgânica e a mídia paga. Cada uma delas segue métodos diferentes para alcançar bons resultados, mas para saber como usá-las da melhor maneira, é preciso prestar atenção ao seu planejamento de campanha.

Isso acontece porque, para a empresa ter uma boa comunicação, é preciso investir em vários canais diferentes que sejam responsáveis por levar para os/as usuários/as a mensagem da marca. E isso pode ser feito de maneira direta ou indireta, dependendo se há a necessidade de fazer um investimento para alavancar o alcance, ou não. 

Saiba diferenciar a mídia paga da mídia orgânica, quando utilizar cada uma e a melhor maneira de aliar essas duas estratégias.

O que é mídia paga?

A mídia paga é aquela que vem de um link patrocinado ou do tráfego pago. Ela é patrocinada, ou seja, conta com anúncios para estar nas primeiras opções nos mecanismos de busca quando os/as usuários/as digitam o que estão procurando ou para ficarem em evidência nas redes sociais. 

Isso faz com que você consiga mais pessoas olhando para seus produtos de forma imediata e com uma boa segmentação. Para realizar esse tipo de estratégia é importante conhecer bem seu produto ou nicho de mercado, porque assim você consegue patrocinar as palavras-chave de busca que realmente serão relevantes.

O custo disso está na quantidade de cliques que você recebe quando os/as usuários/as acessam os produtos/serviços anunciados. Esse valor considera a competitividade da busca entre as marcas, levando em conta a concorrência e o que está mais popular entre essas pessoas.

Por esse motivo, palavras que são muito pesquisadas pelos/as usuários/as são mais caras, já que assim a empresa tem mais chances de vender. Também por essa lógica, uma boa estratégia de marketing sempre deve levar em conta o volume de busca das palavras.

Dessa forma, é possível trazer mais visibilidade para a marca e deixá-la mais exposta a usuários/as que já estão procurando por algo que você oferece. Isso acontece principalmente no curto prazo, já que essa estratégia não nasce de um relacionamento prévio com o/a cliente.

O que é mídia orgânica?

Com a mídia orgânica, você chega até os/as usuários/usuárias ou clientes sem ter que pagar para o mecanismo de busca te levar até eles/as. Isso acontece quando você utiliza uma estratégia de conteúdo inteligente, que aplica técnicas que te ranqueiam bem nos principais buscadores, como o Google. 

Um resultado desse tipo pode ser obtido principalmente por meio das técnicas de otimização de conteúdo feitas por SEO. Assim, ao criar conteúdos para o seu público, você também deve ter em vista a persona do negócio e como falar com ela de maneira que interesse e que engaje.

Essa técnica é vantajosa para as empresas justamente por ser gratuita e mais duradoura. Além disso, ter conteúdos que realmente interessam os/as usuários/as e que mostram que a sua empresa tem domínio sobre o assunto geram uma autoridade especial para a marca ― que passa também a ser referência no ramo de maneira mais ampla.

As mídias orgânicas têm um resultado mais lento que as mídias pagas, mas conseguem manter esses resultados por um tempo bem maior. Elas devem ser utilizadas principalmente nas postagens das redes sociais, blogs e e-books da empresa. 

Como usar a mídia paga e a mídia orgânica em conjunto?

A mídia paga e a mídia orgânica funcionam de maneira muito mais eficiente quando são pensadas como uma estratégia em conjunto. Isso ocorre porque quanto mais credibilidade você confere à sua empresa, mais pessoas irão confiar em comprar quando ela aparecer em anúncios e tráfegos pagos.

Da mesma maneira, quanto mais visibilidade a sua marca tem, mais se entende que o conteúdo criado por ela é de qualidade e confiável. Ao utilizar as duas estratégias em conjunto, portanto, você também faz com que os resultados se prolonguem e sejam mais sólidos.

Como fazer uma estratégia de sucesso?

Para fazer uma estratégia de sucesso, você deve sempre balancear essas duas opções e pensar em quais meios aplicar cada uma delas. Isso faz com que você utilize o tráfego pago nos locais em que ele irá fazer diferença, e a mídia orgânica onde pode contar com um resultado mais duradouro e menos imediato.

Nesse sentido, priorize o tráfego pago quando for usar palavras-chave com as quais fique mais difícil competir com marcas grandes a partir do tráfego orgânico. Nas palavras que não têm ainda essa mesma concorrência, você pode criar conteúdos a partir do SEO. 

Quando você identificar, por exemplo, com quais páginas já aparece com um bom ranqueamento, é possível aumentar os anúncios para elas. Assim, a geração de leads é mais efetiva e atrai pessoas que podem estar mais interessadas no seu produto/serviço, ou seja, mais avançadas na jornada de compra. 

Em ambos os casos, é preciso sempre analisar as métricas e reavaliar o que deve ser feito para melhorar. Assim, os resultados serão muito positivos.

Se você se interessa por essa área, conheça o GamaStation. Nossa plataforma permite que diversos estudantes assistam aulas sobre mercado digital, design, vendas e programação com profissionais qualificados e importantes da área.

Você aprende em jornadas, playlists e até comunidades, da maneira que achar mais prática para você. E o melhor: DE GRAÇA! Faça o download agora mesmo!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.