Linguagem de script: quais são as mais usadas

Com o crescimento da tecnologia, aumentam as demandas por profissionais que entendam as linguagens de programação, e entre elas a linguagem de script.

Popular entre os programadores da área, as linguagens de script são amplamente utilizadas na codificação de aplicativos autônomos e websites. 

Mas o que significa esse termo? Um tipo específico entre as linguagens de programação, a linguagem de script é muito utilizada no desenvolvimento web, termo usado para a criação de sites e páginas web. 

Também chamada de scripting, a linguagem de script é uma das mais populares para codificação. Essa linguagem é responsável por tornar a codificação mais simples, prática e rápida, sendo preferida por muitos profissionais de desenvolvimento web. 

Essa linguagem é capaz de trazer novas funções para sites e aplicativos e até fazer a integração entre sistemas e outras linguagens de programação. 

Segundo o índice estabelecido pela RedMonk, as linguagens de script estão no topo das mais buscadas pelos programadores em 2021, com a Python e a JavaScript, respectivamente, em primeiro e segundo lugar.

O que é a linguagem de script?

Antes de entender o que é uma linguagem script, é preciso compreender o conceito de script. Traduzido do inglês, script pode ser entendido como roteiro

Na linguagem de programação, o script corresponde à sequência de comandos que servem para executar uma ação quando são processados. 

Contudo, mesmo que seja similar ao algoritmo, existem diferenças entre os termos, já que, de acordo com a linguagem de script, o script corresponde à estrutura de instruções do algoritmo que, por sua vez, é a sequência lógica das operações que ocorrem em um código. 

Então, ao utilizar uma linguagem de script, o usuário consegue gerar instruções para outros softwares. Essas linguagens são responsáveis por realizar ações com um certo tempo já determinado.

O scripting se refere à escrita dos comandos que, por sua vez, são interpretados individualmente. Dessa forma, tudo que o usuário faz em um espaço é orientado por uma série de comandos.

Contudo, vale ressaltar que é o tempo de execução que realiza a ação, e não a própria linguagem de script. 

Para que serve a linguagem de script?

As linguagens de script têm diversas funções, sendo populares entre os programadores por causa de suas funcionalidades e aspectos positivos. 

Primeiramente, as linguagens de roteiro fazem a automatização dos processos que, em sua maioria, são repetitivos e maçantes para o profissional responsável. A automatização de processos é uma função, e também um benefício, dessas linguagens pela praticidade que oferece.

Diminuição dos erros manuais 

Por serem mais eficientes e assertivos que os humanos, os computadores oferecem vantagens na execução de inúmeras atividades. Portanto, a linguagem de script também é uma tecnologia que diminui os erros na realização de cálculos, processos de análises de dados e observações feitas manualmente. 

Os scripts também servem para aumentar a precisão durante a execução da ação, o que acaba reduzindo o risco de erros manuais cometidos pelo programador.

A linguagem script agenda e repete processos

Além de otimizar o processo de codificação, a linguagem script também reduz o risco de que tarefas sejam esquecidas pelo programador, já que existem scripts que podem executar as atividades em uma data ou horário agendado previamente. 

Além disso, a linguagem de script também torna esses processos menos complexos, pois, ao exemplo da execução de modelos com regressão feita linearmente, essas atividades podem ser simplificadas pelos scripts. 

Documentação de processos

Para fazer a manutenção de arquivos importantes, é necessário realizar a documentação desses processos. Assim, ao criar um script, o programador pode consultar um dos processos sempre que precisar.

A documentação de processos é uma função que leva segurança e comodidade para os usuários. 

Interage com o usuário

Outra função das linguagens de script é a possibilidade de interagir com os usuários. A partir da entrada de dados, o scripting permite que as informações sejam personalizadas seguindo o critério pessoal escolhido.

Linguagens de script x Linguagens de programação

Indo contra o que muitos pensam, os termos não se referem ao mesmo processo. A linguagem de script e as linguagens de programação estão relacionadas, contudo não são totalmente semelhantes. 

As linguagens de programação são consideradas diagnósticas à plataforma, sendo multiplataformas, já que essas linguagens conseguem executar a si mesmas, se diferenciando das linguagens de script, que são mais específicas.

Outra diferença entre ambas é o aspecto interpretado contra compilado. No caso, as linguagens de programação são compiladas, se diferenciando das linguagens de scripting, que são interpretadas. 

O aspecto compilado diz respeito a uma linguagem de programação que possui seu próprio compilador, que, antes do tempo de execução, faz a tradução da sintaxe para um código de máquina. 

Ainda vale ressaltar que existem linguagens que são interpretadas e também compiladas. Esse é o caso da Groovy, que surgiu em 2003; e da Python, lançada em 1991. 

A codificação de ambas também é diferente, já que as linguagens de programação exigem um serviço manual e mais códigos, não sendo o caso do scripting. 

Outra diferença notável é o tempo de execução. Por ter uma implementação diferenciada, a linguagem de programação é mais rápida, justamente por não exigir a compilação em tempo real. 

Por sua vez, as linguagens de script são mais lentas, onde os intérpretes, mesmo em um hardware mais veloz e avançado, fazem a avaliação de cada código, linha por linha, ocasionando pausas sempre que um erro é identificado.

Vantagens e desvantagens da linguagem de script

Conhecida e popular pela praticidade, além de gerar vantagens, a linguagem de script também oferece desvantagens para o programador.

Uma das vantagens dessa linguagem é o fácil entendimento, já que o aprendizado e a usabilidade são mais fáceis do que outras linguagens tradicionais, principalmente para os que estão começando na área. 

Outro benefício é que a linguagem possui um código aberto e gratuito, possibilitando que qualquer usuário use a linguagem de scripting.

Executadas em navegador visitante e também em um servidor remoto, essas linguagens são de plataformas cruzadas e portáteis, o que dispensa os softwares adicionais e possibilita que qualquer navegador possa realizar essas funções, independente da plataforma ou sistema operacional.

Contudo, essa linguagem também oferece desvantagens. Uma delas é a falta de otimizações, que, por possuir um compilador responsável pela leitura linha por linha, acaba causando um impacto negativo no desempenho.

Sendo assim, a lentidão na execução é o principal ponto negativo das linguagens de script, quando comparadas às linguagens de programação. 

Outra característica negativa é a necessidade de atualização constante, já que, sempre que o site é modificado ou que o navegador recebe alguma nova versão, os scripts precisam de atualizações para funcionarem perfeitamente. Essas mudanças exigem o conhecimento não só do script, mas também do idioma.  

A linguagem de script ainda demanda uma organização para lidar com esses idiomas, que podem chegar ao ponto de preencher todo o site ou aplicativo.

Assim, lidar com essa função demanda uma organização e atenção extra para fazer o gerenciamento dos scripts utilizados. 

Quais são as principais linguagens de script que existem?

Python

Registrada em outubro de 2021 como a mais popular no GitHub, a Python é uma linguagem de programação de alto nível e que apresenta uma sintaxe precisa, sendo popularmente conhecida por ter um código de fácil entendimento e ser versátil.

Outro adendo é que ela pode ser usada não apenas no desenvolvimento web, mas também na criação de jogos e no machine learning

JavaScript

Criada por Brendan Eich, a JavaScript é a mais famosa entre as linguagens de script. Um dialeto da língua ECMAScript, ela é caracterizada por ser leve, dinâmica e por ser interpretada. 

Groovy

Idealizada especialmente pela plataforma Java, tendo inclusive uma sintaxe semelhante, a linguagem Groovy é conhecida como uma programação para objetos.

Ruby

Desenvolvida no Japão em 1995, a Ruby é uma linguagem de script que possui código aberto. Focada na produtividade, ela também apresenta uma sintaxe de fácil leitura, simplificada e compacta.

Outro diferencial da linguagem é que, mesmo sendo orientada a objetos, a Ruby também suporta a programação funcional e processual. 

PHP

Utilizada geralmente no desenvolvimento web backend, a PHP (sigla para Personal Home Page) surgiu em 1995 e foi criada por Rasmus Lerdorf.

Inicialmente orientada para objetos, essa linguagem foi desenvolvida para fazer a adição de funcionalidades em páginas HTML. 

Perl

Desenvolvida em 1994 por Larry Wall, a Perl (Practical Extraction and Reporting Language) foi inicialmente desenvolvida para fazer o processamento de relatórios.

De acordo com o índice TIOBE, indicador de popularidade das linguagem de programação, essa linguagem de script ocupa o 11º lugar entre as mais usadas.

Além dessas existem inúmeras linguagens de scripts, a seguir alguns exemplos:

  • Bash;
  • Lua;
  • PowerShell;
  • VBA;
  • TCL;
  • AppleScript;
  • GML;
  • R;
  • Emacs Lisp;
  • Entre outras.

Conclusão

Antes de apresentar na tela do usuário o resultado final, é preciso uma sequência de instruções, que é justamente a linguagem de script.

Mesmo com desvantagens, as linguagens de script oferecem benefícios práticos e apresentam versatilidade para os programadores. Vale a pena aprender a trabalhar com elas!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

formacao-desenvolvimento-web

Gama Experience - Formação em Desenvolvimento Web