Liderança em Startups: 5 dicas para ser um(a) bom/boa líder

Você já deve ter ouvido falar que ser chefe é muito diferente de ser líder. Inclusive, já tratamos aqui no blog sobre essa mudança no método de gestão que diferencia as startups, empresas digitais e outras corporações modernas dos negócios mais tradicionais e engessados. 

O segredo está em saber como liderar uma equipe de maneira eficiente e seguindo os passos que são esperados de uma liderança produtiva.

Nossa experiência, atuando com o mercado digital e seus players dos mais diferentes segmentos, tem mostrado que compreender o novo conceito sobre como liderar equipes e se tornar um/a líder de destaque exige prática e conhecimento. 

Sabe aquela história de que as pessoas nascem líderes? Não é bem assim. Como toda soft skill, a capacidade de liderança é resultado do amadurecimento de diversas habilidades. Talvez algumas pessoas sejam mais carismáticas que outras, ou mais perspicazes, comunicativas e ágeis.

Os traços de personalidade favorecem as pessoas que querem entender de verdade como liderar uma equipe e que estão em busca das melhores características comportamentais para chegar a este objetivo.

Mas a liderança é um processo de crescimento e aprendizado possível e viável para todos/as e, no contexto de uma startup, o papel das pessoas que assumem mais responsabilidades, engajam os times, organizam os projetos e movimentam toda a estrutura é essencial para que os produtos e serviços prosperem com mais velocidade e qualidade.

A importância de um/a bom/boa líder para o sucesso do time e da startup

Se você já trabalhou em uma startup, já viveu na prática a importância de liderar uma equipe para que o dia a dia de trabalho seja produtivo. Segundo a Associação Brasileira de Startups, existem hoje no Brasil 13.391 empresas com este perfil ativas.

Essas startups estão distribuídas em mais de 600 cidades, atuando no ecossistema brasileiro em diversas frentes, entre elas fintechs, agro, educação e serviços, sendo muitas delas unicórnios.

Além de ser um imenso mercado de trabalho para profissionais digitais como designers, desenvolvedores/as, inside sales e marketing digital, todas essas startups possuem em seus times uma liderança sólida, marcante e representativa.

No cenário de uma startup, as pessoas que assumem uma posição de evidência devem aplicar, na prática, todos os conceitos de como liderar uma equipe com empatia e carisma. Estes/as profissionais estão na linha de frente para obter do time o melhor resultado possível em inovação, espírito de equipe, motivação, criatividade e participação nos projetos e soluções.

Como muitos modelos de negócios vinculados à tecnologia são disruptivos, as lideranças procuram sempre estimular o mindset de crescimento, estimulam novas ideias e reduzem os efeitos negativos causados pelos imprevistos.

No fundo, o papel do/a líder de sucesso compreende uma série de posturas, atitudes e ações, dando o tom para a empresa toda, desenvolvendo e praticando a cultura da startup, trabalhando em conjunto com objetivos, metas e principalmente pessoas.

Na startup, os/as líderes procuram enxergar e mostrar para os times que as adversidades são grandes oportunidades para inovações e geração de negócios, com novos produtos e soluções. Na prática, significa ter uma postura proativa diante do inesperado, usando a serendipidade (o grande barato do trabalho feito com tecnologia está mesmo na descoberta).

Os/as líderes puxam todos os trabalhos que estão ligados às metas, planos de ação, desenvolvimento de processos, definição de estratégias e outras metodologias que vão gerar impactos positivos nos resultados.

Nas startups, a atividade de líder pode estar vinculada a assumir riscos, pois cabe a este/a profissional dar o exemplo da cultura de experimentação e inovação da empresa, em busca de aprendizado, novos insights e conhecimento.

Além disso, os/as líderes de verdade focam nos indivíduos e valorizam as pessoas, incentivam a autoliderança de cada membro do time, criam um espaço adequado e permissivo para o progresso individual e incentivam os/as colaboradores/as para darem seu máximo e crescerem junto com a empresa.

Ao invés de assumir uma postura autoritária, saber como liderar uma equipe envolve os seguintes pontos:

  • Tomar decisões em conjunto e aceitar a opinião de outras pessoas;
  • Ter flexibilidade para testar novas ideias;
  • Buscar a própria excelência a cada dia;
  • Guiar as transformações na startup conforme as novas configurações do mercado;
  • Aumentar a competitividade da empresa;
  • Eliminar os hábitos negativos dos times;
  • Desenvolver as habilidades positivas das pessoas.

Dicas de como liderar uma equipe

Ao invés de separarmos um monte de dicas sobre como liderar uma equipe, resolvemos concentrar nossos esforços naquelas que consideramos essenciais, ou seja, naquilo que todo/a líder deve ter para consolidar a base de uma liderança saudável e proativa. Se liga!

1 – Seja líder de si mesmo/a

A grande base da liderança está na figura do/a líder. A partir do comprometimento pessoal e da integridade do/a líder se torna viável desenvolver outras habilidades e características na equipe toda. A honestidade também deve ser visível em um/a líder.

Em outras palavras, o/a líder precisa, antes de tudo, ser líder de si mesmo/a. Isso sim é o começo da jornada para liderar uma equipe. Este processo parte sempre da postura e configuração individual, para, depois, impactar o time. 

No plano pessoal, um/a bom/boa líder busca sempre o equilíbrio emocional, a aquisição de mais conhecimento, ter atitudes que são exemplares e inspiradoras, ser proativo/a e humilde. Ser transparente e ter muito respeito em todas as relações também é fundamental.

Adotar a linguagem adequada, pedir feedbacks do time, valorizar a confiança das pessoas, superar conflitos de interesse e ter uma missão mais abrangente do que os planos e conquistas pessoais, buscando algo maior, como um grande valor social ou para o mercado.

O repertório de um/a líder atual depende de atitudes e práticas que demonstrem bons valores. O/a líder será sempre o exemplo a ser seguido.

2 – Invista em relacionamento

O processo de como liderar uma equipe com sucesso está na forma como o/a líder se relaciona com todos/as da startup, incluindo gestores/as, profissionais digitais, estagiários/as e terceirizados/as. 

A relação com as pessoas do time é tão importante que a liderança representa justamente isso: alguém capaz de interagir e trocar muito bem com cada indivíduo, a ponto de obter o melhor que eles/as podem oferecer e dividir com a startup.

Por isso, as pessoas que querem entender de verdade como liderar uma equipe precisam dedicar um tempo para conhecer melhor os/as profissionais que estão ao seu lado, o que eles/as fazem, como é a vida pessoal, gostos, hobbies, interesses e expectativas na empresa.

Conhecer melhor a personalidade de cada um também ajuda bastante no trabalho de liderança. É importante saber os limites das pessoas do time e delegar tarefas de acordo com competências e anseios de cada colaborador/a.

3 – Pratique a clareza de comunicação e pensamento

Assista a uma entrevista, palestra, curso ou pronunciamento de um/a líder notável de uma startup que você conheça, do/a CEO de uma grande empresa de tecnologia ou de uma personalidade que influencia as pessoas ao seu redor.

Você vai perceber que o caminho para liderar uma equipe passa pela clareza de pensamento e comunicação. Além de organizar a narrativa e as ideias de maneira lógica, interessante e diferenciada, a comunicação dos/as líderes é motivadora, passa confiança e deixa a mensagem muito fácil de ser entendida.

Em contrapartida, o/a líder confuso/a e desarticulado/a deixa a equipe da mesma forma: desorientada e desorganizada!

Embora algumas pessoas tenham mais facilidade em se comunicar, é importante destacar que muitos/as líderes desenvolvem e aprimoram essa skill com treinamentos e orientação, inclusive com programas personalizados.

Enfim, se comunicar com eficiência é uma técnica, e não um dom que cai do céu. Por isso, você pode aprender!

4 – Intuição e julgamento sobre as pessoas 

O trabalho de liderar uma equipe engloba montar o time, selecionar pessoas, trocar profissionais de grupos, montar quadros para projetos especiais e outras tarefas ligadas às pessoas.

O/a líder é quem faz a escolha das pessoas para cada projeto, momento, contexto, produto, serviço, atendimento e outras práticas que são comuns na startup. No fim, se algo der errado, o/a líder pode até ter o ímpeto de culpar algum membro do time, mas, se for sensato/a, saberá que se trata de sua própria responsabilidade.

Uma das principais habilidades para liderar uma equipe está em reconhecer talentos, personalidades, hard skills e soft skills das pessoas. Com muito conhecimento, experiência e intuição, os/as líderes de sucesso identificam o potencial de cada indivíduo.

O/a líder determina as pessoas que vão assumir algumas responsabilidades na startup, indica colaboradores/as para promoção e analisa o comportamento individual de cada um/a antes de tomar suas decisões a respeito de tudo que envolve pessoas.

Neste caso, vale dar destaque também para a capacidade de empatia que o/a líder deve ter, que é se colocar no lugar do/a outro/a para compreender melhor como ele/a se sente em alguma posição ou situação.

5 – Estimule a inovação e as iniciativas das pessoas

Inovação, negócios, produtos, serviços, brainstorm, soluções, todas essas são palavras que fazem parte do dia a dia de quem está trabalhando em uma startup. A busca pela novidade, por algo que pode transformar a vida das pessoas, é o que mais faz sentido para os/as profissionais digitais.

Ao se posicionar como alguém que sabe como liderar uma equipe, o/a líder oferece todo o suporte para que os talentos do time se debrucem e se envolvam com novos projetos e produtos, garantindo todos os meios e condições possíveis para que o produto/serviço saia do papel.

Em muitas startups com orçamentos reduzidos, o fato de o/a líder dar credibilidade para uma equipe de designers de produtos já demonstra respeito, consideração e gera um engajamento muito maior. 

É importante ter o/a líder ao seu lado durante uma nova jornada. Os times realmente performam melhor quando isso acontece!

Gestão de pessoas no mercado atual

A liderança e a gestão de pessoas e de crise sofreram e estão sofrendo uma grande transformação no mercado digital. A própria gestão horizontal e a maneira como as pessoas de destaque em uma startup interagem e transferem responsabilidades e tarefas para o time mudou muito.

Você pode compreender melhor este novo cenário e todas as mudanças que estão ocorrendo acessando um conteúdo bacanudo que a equipe da Gama preparou, no nosso e-book A nova realidade da gestão de pessoas. Tem muita informação interessante e essencial para a liderança e para o trabalho em equipe! Confira!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.