Qual a importância de estudar sobre a experiência do usuário?

Um dos conceitos mais importantes do momento é experiência do usuário. Seja em um hotel durante uma viagem, em uma loja de um shopping ou em um e-commerce, a experiência do usuário – a maneira como uma pessoa se sente quando está recebendo um serviço ou produto, ganhou um valor importante para os negócios.

Para aplicar a UX – User Experience no mercado digital é necessário saber o que é experiência do usuário, como funciona e de que maneira é a aplicação prática de conceitos, ferramentas e implementações tecnológicas que também são úteis para todas as empresas, das mais diferentes áreas de atuação.

Em outras palavras, é esperado que quem atua com Marketing Digital, Inside Sales, Dev e, principalmente, Design estude bastante e de forma recorrente sobre UX nas empresas.

Outra definição para UX nas empresas é o Design de Interação, como uma marca se relaciona com o seu público. Quando isso acontece com o mínimo de barreiras possível, o/a cliente volta sempre, já que fica muito feliz e satisfeito/a.

Como o UX na empresa é um assunto muito importante, vamos iniciar este conteúdo bem bacanudo com a definição de UX para, depois, apresentar várias dicas legais para você que está estudando esta área.

O que é UX nas empresas?

A experiência do usuário é quando uma empresa se preocupa em apresentar ao/à consumidor/a uma solução que, além de ser eficiente, seja agradável, fácil de utilizar, tenha design responsivo, tudo muito fácil e intuitivo.

O UX na empresa existe de fato a partir de uma estratégia com foco na experiência do/a cliente. Para isso, um produto pode ser desenvolvido, em todas as suas esferas, para passar a melhor impressão possível para o/a consumidor/a.

  • Interface amigável e intuitiva;
  • Navegação excelente e muito rápida;
  • Estrutura organizada;
  • Design responsivo e fácil de interagir;
  • Acessibilidade e usabilidade excelentes;
  • Entre outras aplicações.

O/a usuário/a deve sentir boas emoções quando está em contato com a solução digital, com o produto ou até mesmo quando está no ponto físico de uma loja. 

Sabe o que a gente sente quando está com o novo iPhone nas mãos ou quando entra em uma cafeteria da Starbucks, com o cheirinho de café, poltronas macias e ouvindo uma música ambiente bem tranquila? Isso é UX nas empresas sendo aplicada na prática, em sua essência!

Agora, como uma cafeteria ou uma startup consegue oferecer uma experiência do usuário tão consistente? 

Isso acontece por que todos do time, os departamentos, independentemente das funções e hierarquias, estão envolvidos em uma estratégia maior de aplicação de UX nas empresas.

Veja que, em uma abordagem mais completa, a experiência do usuário não fica restrita ao time de design de produtos, os UX Designers. 

Na verdade, o produto pode ser maravilhoso, mas se o atendimento inicial não for voltado para UX nas empresas, ou se o departamento de assistência técnica não estiver em sintonia para deixar o/a cliente plenamente feliz, a boa experiência não será completa.

Na prática, o esforço de várias pessoas tentando praticar a UX nas empresas para ter clientes satisfeitos/as e fidelizados/as, verdadeiros promotores da marca e engajados em oferecer o melhor possível, precisa ser uma constante.

Atualmente, muitos players do mercado precisam de consultoria e treinamento para capacitar os/as colaboradores/as sobre o que é UX nas empresas e como a operação completa, desde o atendimento até o produto, incluindo pós-venda e assistência técnica precisam eliminar falhas e lacunas e aumentar a aproximação com o público.

São muitas as vantagens da UX nas empresas, sendo que algumas já foram citadas, mas vale reforçar: aumento de vendas, fidelização de clientes, maior numero de conversão, fortalecimento da marca, redução de custos com retrabalhos, entre outros.

Como preparar os colaboradores para UX nas empresas

A UX nas empresas, ou experiência do usuário, pode ser feita de outra forma, que não seja com um treinamento. Porém, esse caminho pode ser mais demorado e vai depender um pouco mais da boa vontade do time em estudar bastante sobre o assunto.

Em geral, é interessante ter alguém da empresa liderando este trabalho, pode ser alguém de design, como um/a designer UX que tenha uma visão mais completa do negócio.

Existem vários blogs e cursos com materiais interessantes sobre UX na empresa (inclusive aqui na Gama). Também estão disponíveis diversos grupos na internet, livros de design UX, apostilas sobre usabilidade, posts e artigos de UX de sites internacionais que mostram as principais tendências do setor.

Principais tendências de UX nas empresas

Atualmente, a UX nas empresas não está sendo mais praticada apenas com um site responsivo, que carrega rapidamente e que tem um layout profissional. A experiência do usuário vai mais além e une o real com o virtual.

Pontos de venda com conectividade

Atualmente, pontos de venda estão inserindo totens conectados com site ou outra plataforma digital para que o cliente possa usufruir da infraestrutura digital e física de uma empresa.

Os totens podem ser usados para pesquisa, visualização de produtos, separação de peças, emissão de cupons de ofertas, entre outros elementos que são preparados justamente para oferecer uma ótima UX nas empresas.

Soluções personalizadas

Um grande avanço da UX nas empresas está na personalização das soluções, para que os clientes não se sintam apenas mais um e tenham realmente experiências personalizadas.

Inclusive, é possível utilizar tecnologia para automatizar esses processos, criando pesquisas de maneira segmentadas para que os clientes encontrem realmente o que estão procurando, algo que combinem com eles/as.

Basta ver que, com o uso de machine learning e inteligência artificial muitos de nós recebemos várias sugestões personalizadas de produto e serviços. Essa é uma maneira de implantar UX nas empresas e ter resultados excelentes.

Realidade aumentada

A UX nas empresas pode ser inserida com soluções de realidade aumentada. Inclusive, pesquisas indicam que, ainda neste ano, mais de 40% das redes de varejo devam trabalhar com essa tecnologia em seus pontos de venda.

O objetivo é que os clientes tenham uma experiência magnífica, muito fora do comum.

Utilização de ID para autenticação

Se os clientes não querem perder tempo com sites lentos e que demoram para carregar, eles usam a mesma lógica para logins, senhas, dados de conexão, controle de acesso, entre outras formas de ID.

A UX nas empresas vai se voltar para uso de biometria, reconhecimento facial ou mesmo Touch ID. A ideia é oferecer mais rapidez e simplicidade para identificação com segurança, deixando tudo mais dinâmico. Os/as clientes também se sentem mais satisfeitos/as com o uso dessas tecnologias.

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

formacao-product-design-banner

Gama Experience - Formação em Product Design