If Black, Then Code IBM: programa de incentivo para pessoas pretas e pardas na programação

A International Business Machines Corporation – IBM, em parceria com a Gama Academy, realizou o programa de capacitação if (black) { code( ) }, “If Black, Then Code”.

A iniciativa tem como objetivo oferecer bolsas de treinamento na área de programação Back-end e DevOps (Java) para pessoas pretas e pardas, com foco em mulheres que tenham mais de 18 anos.  

O projeto foi iniciado no começo de julho de 2022, com a abertura das inscrições. Após a seleção dos/as candidatos/as, começou a fase de treinamento e desenvolvimento profissional para os/as participantes. 

O programa deu preferência para pessoas de algumas regiões específicas: 50% dos selecionados são de São Paulo, Hortolândia e região, 30% de Salvador, e o restante distribuído entre Rio de Janeiro e Brasília.

O nível de formação também foi outro pré-requisito importante, já que os candidatos tinham que estar cursando a graduação, com conclusão prevista a partir de dezembro de 2023 e, de preferência, no turno noturno. Vale ressaltar que foram selecionados jovens talentos que estão cursando graduações como:

  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Banco de Dados
  • Ciência da Computação
  • Ciência de Dados
  • Ciência e Tecnologia
  • Defesa Cibernética
  • Design
  • Design Gráfico
  • Engenharia de Computação
  • Engenharia de Controle e Automação
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia de Software
  • Física
  • Gestão da Tecnologia da Informação
  • Jogos Digitais
  • Nanotecnologia
  • Segurança da Informação
  • Sistemas de Informação
  • Sistemas para Internet
  • Tecnologia da informação
  • Tecnólogo em Sistemas para Internet
  • Tecnólogo em Computação

O programa teve como objetivo exclusivo atrair pessoas pretas e pardas, sendo 60% mulheres. 

A etapa da candidatura se dividiu em três fases: preenchimento de dados e fit cultural; prova técnica para conhecer as habilidades da/o candidata/o e, por último, um momento de self-pitch, no qual as/os participantes contaram o porquê de serem a escolha certa para o treinamento. 

Os resultados dessa primeira etapa foram além do esperado: 120 pessoas pretas selecionadas para a fase de treinamento, 20 a mais do que a meta inicial.

Fase de capacitação

As/os candidatas/os já começaram o treinamento: 8 semanas intensas de aulas online, síncronas e assíncronas, totalizando 120 horas de capacitação. As/os estudantes participam de atividades teóricas e práticas com foco em hard skills ministradas pelos profissionais da Gama Academy.

Além disso, as/os alunas/os também têm encontros semanais com a IBM para trabalhar questões voltadas às soft skills.

As aulas estão sendo ministradas em horário comercial, com duas turmas divididas entre os períodos da manhã e da tarde, e com encerramento previsto para o dia 22 de outubro. 

Ao fim do treinamento, a expectativa é que 30 pessoas sejam contratadas pela IBM! 

Qual a motivação do programa? 

O principal objetivo desta iniciativa é aumentar o número de pessoas pretas, pardas e mulheres na equipe da IBM, além de fomentar a atuação deste grupo no setor de tecnologia de modo geral.

Ao falar no desenvolvimento de soluções que usam Inteligência Artificial, um problema foi constatado: o viés racial e de gênero.

Na live promovida pela Gama Academy para divulgar o processo seletivo do programa, a cientista de dados da IBM, Laura Damaceno, trouxe alguns cases para explicar o problema.

Em um deles, uma ferramenta criada para identificar os índices de reincidência criminal nos Estados Unidos tinha a tendência de dar scores mais altos para pessoas pretas e pardas, mesmo quando comparadas com pessoas brancas que haviam cometido crimes graves. 

Em outro exemplo, uma ferramenta de leitura facial só conseguiu reconhecer a face de uma mulher preta quando ela usou uma máscara branca em cima de seu rosto. 

No último case, uma AI gera algumas tags a partir da análise de fotos de dois senadores estadunidenses, um homem e uma mulher brancos.

Na foto da senadora, as tags majoritariamente faziam referência à sua aparência, ao passo que na imagem do senador, as tags traziam temas profissionais. 

Estes problemas são resultado direto de times sem pluralidade, com lideranças que não dão a devida importância para tal questão. 

“Para a gente evitar construir soluções que carregam viés racial ou estereótipos de gênero, precisamos de mais diversidade nos times”, explica Laura Damaceno. 

Quem é a IBM?

A IBM – International Business Machines Corporation, é uma das empresas mais antigas do setor de tecnologia e inovação, com mais de um século de história. O início oficial da empresa data de 1911 em Nova York, nos Estados Unidos.

Nesta época, o grupo levava o nome de C-T-R, Computing – Tabulating – Recording Company. Foi a IBM que patenteou, por exemplo, a invenção do código de barras, que hoje estampa a embalagem de várias mercadorias.

A empresa também criou o PC, o sistema de reserva de viagens SABRE e o supercomputador Watson. Hoje, a IBM está consolidada no cenário global como o maior empregador do setor de tecnologia e consultoria do mundo. A organização já conta com cerca de 427.000 funcionários em 170 países. 

Por meio do fortalecimento da área de P & D – Pesquisa e Desenvolvimento, a IBM desenvolveu serviços de ponta no setor de consultoria de negócios, tecnologia e conhecimento.

A empresa tem como objetivo principal ajudar seus clientes a se tornarem “mais inteligentes” em um mundo cada vez mais interconectado digitalmente. 

Nesta área, destacam-se projetos que visam a otimização da disponibilidade de água potável, construção de sistemas que melhoram o tráfego nas cidades e o desenvolvimento de soluções voltadas para a saúde e segurança da população. 

Entre os principais itens do portfólio extenso da IBM, estão os serviços de tecnologia e consultoria (IBM Consulting), softwares de colaboração e análise preditiva, desenvolvimento e gerenciamento de sistemas.

A corporação também é referência no trabalho com AI – Artificial Intelligence, Cloud, Blockchain, Quantum, além da criação dos mais avançados servidores e supercomputadores do mundo. 

Quem é a Gama Academy?

A Gama Academy, parceira da IBM no desenvolvimento do programa “If Black, Then Code” é, antes de mais nada, uma fonte de novos talentos para o mercado digital.  

Com foco nas carreiras tech, a empresa de educação oferece cursos e programas de capacitação que preparam os profissionais para desafios reais. 

Os/as estudantes se conectam com empresas digitais e recebem mentorias de especialistas renomados. Além disso, a Gama oferece direcionamento para que os alunos encontrem os melhores empregos, façam transição de carreira e adotem o life long learning. Está precisando contratar profissionais de programação para a sua empresa? Conheça o Gama Corp!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

formacao-desenvolvimento-web

Gama Experience - Formação em Desenvolvimento Web