Entenda o conceito de data driven

O marketing orientado para os dados é uma forma de otimizar decisões. Nesse contexto, se destaca o termo data driven, um conceito que se refere a um planejamento estratégico baseado na análise dos dados coletados com ferramentas de tecnologia. 

A transformação digital oferece uma grande quantidade de dados sobre o público para serem utilizados pelas empresas, que, por sua vez, podem elaborar estratégias de marketing baseadas nessas informações concretas. 

O planejamento estratégico é um diferencial para o sucesso comercial de uma empresa. E o marketing digital é uma ferramenta que busca otimizar os resultados e captar novos públicos. 

Em 2020, por exemplo, segundo pesquisa lançada pela IBM, mais de 75% das empresas investiram em ações de marketing online para alavancar seus negócios e alcance. 

O que é o data driven dentro do universo do marketing?

Basicamente, o data driven é uma cultura. Esse termo vai bem além da adoção de novas ferramentas, sendo definido como uma mudança nos processos e no foco da empresa para a obtenção de novos conhecimentos. 

O data driven contraria a tomada de decisões baseada em preferências pessoais, crenças e achismos. O conceito se refere a decisões e estratégias que são guiadas por um grande volume de dados confiáveis.

Dentro do planejamento de marketing das empresas, o data driven é o nome dos processos que se baseiam na coleta e análise de dados. Além disso, o data driven é semelhante ao growth hacking, ajudando a identificar brechas nos processos aplicados pela empresa.

No data driven, podem ser utilizados recursos que usam a tecnologia de machine learning, Inteligência Artificial e big data, para uma análise de grandes volumes de dados, com diferentes plataformas e ferramentas de automação disponíveis. 

Obtidos rapidamente e por fontes de confiança, a análise desses dados é uma forma de visualizar o cenário geral e descobrir quem é o público e quais são seus comportamentos, motivações e preferências. 

Além de servir para apontar novas tendências no mercado, o data driven também serve para estabelecer estratégias e facilitar escolhas, tanto na compra de mídias quanto na elaboração de mensagens criativas e conteúdos específicos. 

Então, as empresas pautadas pelo data driven são instituições orientadas pelas informações coletadas e analisadas. Elas cultivam a cultura de inteligência e de uso de dados

Por sua vez, a cultura data driven se caracteriza pela rapidez com que as empresas acessam esse grande volume de informações, com a garantia de credibilidade desses dados. 

Sendo assim, o data driven marketing auxilia no desenvolvimento e posiciona a empresa dentro da transformação digital.

Segundo um relatório publicado em 2018 pela Forrester, as empresas que são data driven apresentam um crescimento de 30% ao ano e a expectativa é que, em 2021, essas organizações cheguem a um faturamento de US$ 1,8 trilhões.

Quais são os principais benefícios do data driven?

Responsável por criar soluções e possibilitar que os/as profissionais tenham insights, o data driven é um conceito dentro do marketing para promover a inteligência corporativa.

Assim, por meio de informações valiosas para estruturação de uma estratégia assertiva, aplicar esse conceito oferece vários benefícios para a empresa.

Seguem algumas vantagens de se tornar uma organização data driven:

Agilidade ao tomar decisões

Além da confiabilidade e veracidade das informações coletadas, o data driven também oferece rapidez.

Desse modo, a tomada de decisões e elaboração de estratégias podem acontecer com maior velocidade. 

Captação do público

Possibilitando campanhas de marketing que sejam mais assertivas e mensagens específicas, o data driven permite que a empresa seja capaz de procurar e atingir o público certo.

Aumento do ROI do marketing

A utilização dos processos de data driven também causa um aumento no ROI, a taxa de retorno de uma campanha de marketing. 

Oferta de serviços e produtos melhores

Além de melhorar a conversão de leads em vendas, o data driven também possibilita uma experiência positiva para os/as clientes.

Os dados auxiliam a empresa no desenvolvimento de produtos e serviços de qualidade superior, que são idealizados com base nas preferências dos/as consumidores/as. 

Ainda de acordo com uma pesquisa da Forbes Insight, as empresas que são consideradas referência no marketing de dados possuem níveis maiores de engajamento por parte dos seus clientes, com 74% de fidelidade do público.

Dicas para se tornar uma empresa data driven

O data driven é uma cultura, então são necessárias algumas mudanças na estratégia usada, nas métricas e nos processos aplicados pela empresa com base nos dados coletados.

Mas como aplicar a cultura data driven na prática? Veja algumas dicas!

Preze por boas práticas

A gestão data driven destaca as boas práticas para a utilização e coleta dos dados. No marketing baseado em dados, existem ações recomendadas para utilizar de forma correta as informações. 

Então, para definir os dados coletados, opte por fazer a seleção com critérios como a relevância, formato, precisão e totalidade das informações. 

Além disso, outra boa prática para o gerenciamento de dados é estabelecer um padrão para as políticas de dados, e também ficar atento para não violar a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados)

Colaboração entre áreas

A cultura data driven vai muito além do departamento de marketing da empresa. Portanto, é recomendável criar uma integração entre as áreas, que também terão acesso ao grande volume de dados que foi coletado. 

Faça uma análise

Uma auto análise é o primeiro passo para se tornar uma empresa orientada por dados.

Essa estrutura vai ajudar a definir quais são os dados relevantes ou dispensáveis para a empresa, que também pode estabelecer KPIs para analisar o andamento da gestão de dados.

Observar as tendências

Analisar as tendências e ações dos concorrentes é outra dica prática para aderir ao data driven, já que, mesmo que não seja um campo recente, a análise de dados como uma ciência passa por mudanças e constantes atualizações.

Ferramentas de data driven

A ferramenta ou software usado para a coleta e cruzamento de dados também é essencial. Possuindo funcionalidades de automação, as soluções do data driven têm como objetivo gerar relatórios úteis para a estratégia de marketing. 

A função principal dessas ferramentas é unificar os canais, calcular as métricas e suas variações, e também fazer a interpretação desses dados.

Além disso, elas utilizam indicadores inteligentes, fundamentos da usabilidade e design e são velozes quanto ao processamento dos dados.

Seguem algumas opções de ferramentas tradicionais para o data driven:

  • Facebook Ads;
  • Plataformas de E-commerce
  • CRM (Salesforce ou Oracle);
  • Google Ads;
  • Buzzsumo
  • Google Analytics;
  • Hubspot

Tendo como base a racionalidade, a cultura data driven é uma forma de captar e fidelizar clientes, criar conteúdos específicos e promover a marca.

Contando com fontes confiáveis e utilizando softwares de inteligência artificial e automação, esses processos de análise de dados melhoram a tomada consciente de decisões por parte dos/as gestores/as, que podem focar seu tempo no planejamento estratégico.

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.