Veja a importância da cultura organizacional no recrutamento e seleção

Hoje em dia, as empresas de maior sucesso e destaque no mercado usam a sua cultura organizacional para tornar o processo de recrutamento e seleção mais atrativo e eficiente. Mas você sabe, na prática, o que isso significa? 

Continue lendo e descubra qual tem sido o diferencial dessa forma de contratação.

Entenda o que é cultura organizacional e por que este tema está em alta

A cultura organizacional diz respeito exatamente às crenças, aos valores e á missão da empresa. É também como os hábitos de equipe impactam no ambiente, quais são os seus processos internos e de que maneira as decisões são tomadas.

Internamente, a cultura organizacional procura divulgar essas crenças e fazer com que as pessoas que fazem parte da empresa as reconheçam e se motivem a partir delas.

Com um fortalecimento desses valores, fica claro que a empresa pode crescer ainda mais e os/as profissionais podem se engajar com os objetivos do negócio de forma ativa. 

Já para encontrar talentos com perfis compatíveis com a empresa, é preciso, antes, perceber de maneira realista qual é a cultura organizacional da companhia.

Algumas têm foco na performance, outras na criatividade ou até nas pessoas, de modo que essa cultura depende da forma geral de a empresa agir e dos seus objetivos.  

As culturas inovadoras, por exemplo, são as mais flexíveis e criativas, tendem a se adaptar mais facilmente e a surgir com soluções diferenciadas.

Já as culturas mais agressivas têm foco nos resultados e nas metas, enquanto as que são orientadas às pessoas são mais focadas nas boas relações e na ética durante os processos. 

Existem vários tipos diferentes de culturas organizacionais. E isso deve ser observado em cada caso. 

Por isso mesmo, no momento do processo seletivo já se procura um/a profissional que esteja alinhado/a com a organização e que, provavelmente, por isso mesmo, terá mais chances de se enquadrar no ambiente e na proposta da empresa. 

Assim, é possível diminuir as taxas de turnover e as chances de fazer uma contratação equivocada e que possa afetar negativamente o fluxo de trabalho.

Veja quais são as diferenças no momento do recrutamento e seleção

Para fazer contratações de acordo com a cultura organizacional, é preciso pensar em balancear as competências e a afinidade do/a candidato/a. 

Dessa forma, o RH deve se atentar se o/a profissional tem os conhecimentos compatíveis com o cargo, além de boas experiências no currículo e capacitação técnica, mas também se ele/a se enquadra nos valores e nas atitudes que são mais valorizadas pela empresa. 

Uma vaga para um/a profissional criativo/a, por exemplo, não será bem ocupada por alguém com um perfil mais burocrático ― mesmo que ele/a tenha um bom currículo. 

O/a profissional também deve saber lidar na prática com o que é exigido e ter condições adequadas para o trabalho da vaga. Geralmente, essas condições são dadas pela empresa, mas, em casos de home office, por exemplo, é preciso estar atento para competências como organização e comprometimento com prazos e metas. 

Isso, é claro, não é um processo nada fácil, já que não é simples captar todas essas informações sobre o/a candidato/a no momento da entrevista. Mas com algumas dicas simples, é possível fazer com que essa contratação seja muito mais efetiva para todos. 

Saiba como aplicar a cultura organizacional durante os processos de seleção 

Para aplicar a cultura organizacional durante os processos de recrutamento e seleção, uma boa dica é seguir esses 4 passos:

1. Busque entender o que importa para o/a candidato/a

Ao buscar entender o que importa para o/a candidato/a, é possível perceber suas prioridades e quais indicadores ele/a considera mais necessários ao trabalhar em uma empresa ― e, a partir disso, fica mais fácil perceber se os desejos são compatíveis. 

De acordo com um estudo realizado pela Glassdoor, por exemplo, grande parte das pessoas têm como principal motivador de satisfação a cultura da empresa, ainda mais no que diz respeito à quantidade de oportunidades para crescer na carreira dentro da organização. 

Ao analisar esse dado, você pode tentar entender como seria a permanência da pessoa na empresa e quais são seus objetivos no longo prazo.

2. Deixe clara a cultura da empresa 

É superimportante deixar clara qual é a cultura da empresa já no momento do recrutamento, considerando que os/as candidatos/as precisam ter uma visão do que é a organização e de como irão trabalhar, antes de decidir se a vaga interessa ou não. 

Uma boa dica é deixar isso explícito até mesmo na descrição da vaga. Assim, você provavelmente irá gerar mais satisfação e menos frustração para ambas as partes. 

No momento da entrevista, também é interessante deixar que os/as candidatos/as façam perguntas e estimular que eles/as tirem suas dúvidas sobre a empresa, colaborando para que eles/as realmente entendam o propósito da organização. 

3. Tenha transparência no recrutamento

Durante a seleção, também é muito importante informar bem os/as candidatos/as sobre o perfil que é procurado pela empresa para determinado cargo. 

Além disso, é bom notar que as empresas que conseguem dar um feedback para os/as candidatos/as mostram ter um diferencial no mercado, além de contribuírem para que eles/as possam se aperfeiçoar no futuro.

4. Utilize ferramentas tecnológicas

Com ferramentas tecnológicas que localizem os perfis com os talentos necessários, o recrutamento e seleção de profissionais adequados/as fica bem mais fácil. Além disso, é possível fazer escolhas mais assertivas desde o começo do processo de seleção. 

Conheça quais são os benefícios da cultura organizacional 

Com uma cultura organizacional bem estabelecida, é possível fazer com que a empresa cresça e os/as profissionais fiquem cada vez mais engajados/as. E um dos benefícios mais claros disso é poder atrair os/as melhores candidatos/as para as vagas, acertando em cheio no fit cultural. 

Além disso, fixar bem a cultura organizacional melhora bastante a imagem da empresa ― tanto externamente quanto internamente. Ao adotar esse método, o próprio ambiente da organização promove o sentimento de união entre os/as colaboradores/as.

Se você quer conhecer mais sobre cultura organizacional e as inovações do mercado digital, leia este post da Gama Academy sobre fit cultural!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.