12 dicas para iniciar na área de Growth Hacking

No mercado digital, existem diversas possibilidades para o desenvolvimento da sua carreira. O primeiro passo é encontrar a atividade que mais combina com o seu perfil e que esteja dentro das áreas com contratações em alta nas startups e empresas de tecnologia. Uma ótima opção é a área de Growth Hacking.

Preparamos este material bacanudo para te ajudar a entender como iniciar a carreira de Growth Hacker, com orientações que valem até mesmo para pessoas que estão começando do zero, que estão em transição de carreira e querem entrar de cabeça no universo digital.

Ao compreender como iniciar a carreira de Growth Hacker, você vai perceber por que startups e empresas de tecnologia registram crescimentos inacreditáveis de receitas e usuários/as ano após ano, e como seus/suas colaboradores/as também acabam ganhando com isso.

Se você quer fazer parte do seleto time de profissionais digitais que estão obtendo grande sucesso é essencial conhecer o passo a passo para iniciar a carreira de Growth Hacker. Porém, antes de chegarmos às dicas práticas, é importante que você entenda as habilidades necessárias para trabalhar nessa função.

Primeiro, vou te explicar o que é Growth Hacking e, a partir deste ponto, explorar todos os desdobramentos dessa atividade que é tão fundamental nas startups e empresas de tecnologia. Vamos lá?

Qual o objetivo do Growth Hacking?

O/a profissional digital de Growth Hacking atua para fazer a empresa crescer acima da média e de forma muito rápida. Para isso, ele/a elabora e executa projetos com foco em crescimento exponencial.

Lembre-se de alguns players do mercado digital que estouraram em 3 anos ou menos, como a Uber e o Airbnb, por exemplo. O sucesso dessas empresas não aconteceu num passe de mágica, mas se consolidou em um curto espaço de tempo. 

Graças às estratégias de Growth Hacking, esses negócios passaram a atuar em dezenas de países e arrebataram milhões de usuários/as, alcançando números e cifras impressionantes. Isso só foi possível por que eles colocaram em prática as ações certas para atrair e reter clientes. 

Agora que você sabe qual é o objetivo do Growth Hacking, entenda como iniciar sua carreira na área, focando em algumas habilidades fundamentais. Confira quais são elas!

As 12 dicas fundamentais para trabalhar com Growth Hacking 

1. Criatividade e inovação

O/a profissional de Growth Hacker é curioso/a, está sempre pensando em inovação e usando a criatividade para baixar custos e ampliar a base de clientes de forma exponencial, usando dados analíticos para isso.

2. Gostar de marketing e dos/as clientes 

Uma empresa não cresce sem marketing e clientes, não é mesmo? Por isso, entre as habilidades esperadas para atuar em Growth Hacking está o conhecimento sobre a psicologia do/a consumidor/a e métodos científicos. As tecnologias podem ser usadas para experimentos e captação de dados sobre o comportamento dos/as clientes.

3. Ter perfil para trabalhar com processos

Gostar de lidar com processos é fundamental para compreender como iniciar a carreira de Growth Hacker e ter sucesso nela. Todos os projetos para mensurar e escalar as atividades de uma empresa são executados no passo a passo. É preciso ter um perfil organizado para que cada etapa de uma ação de crescimento seja bem executada.

4. Soft Skills 

Em todas as profissões do mercado digital, você vai ter que trabalhar com equipe, ser comunicativo/a, flexível, proativo/a, ter empatia, atuar com ética, procurar ter resiliência e compreender o papel da liderança. Essas são as Soft Skills esperadas de qualquer colaborador/a. 

5. Hard Skills

Já as Hard Skills são conhecer os métodos científicos aplicados a Growth Hacking, métricas de escala, métricas de aquisição, métricas de eficiência, principais frameworks, técnicas para aquisição de clientes, SEO e Marketing Digital aplicados em Growth Hacking, retenção, ativação, entre outros conceitos.

6. Saber usar técnicas de Growth Marketing

Técnicas de Marketing Digital são muito úteis para o crescimento da empresa. O/a profissional de Growth Hacking deve conhecer como funcionam e saber operar softwares de automação, além de realizar testes A/B para criar estratégias e alavancar os resultados. 

7. Conhecer o ciclo de vida do Growth Hacking

Não é possível aplicar as técnicas de Growth Hacking sem saber qual é o ciclo esquematizado dos projetos que você vai implementar. Veja:

Brainstorming – Etapa para gerar ideias, sugestões, possibilidades, projeções e palpites com embasamento profissional de como fazer uma empresa crescer.

Prioridades – Depois do brainstorming, é preciso separar as ideias aplicáveis mais rapidamente, encontrando aquelas que podem apresentar melhor êxito.

Experimentação – Considerados peça-chave no Growth Hacking, todos os experimentos são documentados para que a equipe analise os dados.

Testes – Testes são aplicados, como o Teste Mínimo Viável, que tem o objetivo de calcular tempo e recursos para o projeto de Growth Hacking.

Análise – Todos os dados obtidos devem ser comparados, levando em consideração todas as hipóteses que foram apresentadas.

8. Conseguir implementar um conteúdo viral

Uma das dicas mais especiais para fazer a carreira de Growth Hacking decolar é emplacar um conteúdo viral nas redes. Assim, uma marca fica muito conhecida de maneira rápida, atingindo um público muito grande. Dependendo do perfil da empresa, este conteúdo pode ser um meme, um post ou um vídeo. 

9. Ter um mindset diferente

Os/as profissionais de Growth Hacking pensam fora da caixinha mesmo e ficam de olho ao redor para encontrar boas sacadas que possam fazer a empresa crescer rapidamente. De onde surge um meme ou um post viral? Normalmente de um olhar especial, feito por um ângulo diferente que muitas pessoas ainda não cogitaram. 

A partir deste comportamento e maneira de enxergar o mundo, de forma não convencional, é que são criadas as ações de Growth Hacking que possuem um alto poder de impacto. Existem várias maneiras de fazer isso, até mesmo com promoções especiais que fogem do lugar comum. Pense bastante, mas seja diferente nas suas ideias!

10. Conhecer como funcionam os anúncios

Não é só de conteúdos espetaculares que vivem as estratégias de Growth Hacking. Por isso, a recomendação é saber como funcionam os anúncios no Google e nas principais mídias sociais, como Instagram, Facebook, LinkedIn e TikTok. Muitos projetos de crescimento de empresas contam com a manutenção de mídias pagas de forma permanente. Você precisa saber como isso funciona.

É importante entender também quais são e como funcionam os anúncios off-line, principalmente para empresas que fazem estratégias combinadas, com peças de vídeo para TV aberta e Youtube ou, até mesmo, coisas mais simples, como panfletagem, anúncio em jornal ou outdoor.

11. Conhecer muito bem o funil de Growth Hacking

Uma maneira inicial de compreender a carreira de Growth Hacker passa por conhecer o funil de Growth Hacking. Ele é composto por cinco etapas que devem ser dominadas por você. Confira quais são elas: 

Aquisição – É a estratégia para atrair usuários/as para sua empresa, de uma maneira que eles/as se tornem clientes.

Ativação – É quando um/a usuário/a decide passar os dados dele/a para você, algo próximo da primeira conversão. Pode ser quando ele/a baixa um e-book, se cadastra para ver um vídeo, curte um conteúdo publicado ou realiza a primeira compra.

Retenção – Papel fundamental do trabalho de Growth Hacker é reter os/as clientes, para que eles/as continuem comprando e interessados/as nos produtos e serviços, já que a aquisição de clientes demanda mais tempo e investimento do que a manutenção da base.

Recomendação – É uma forma de estimular o/a seu/sua cliente engajado/a a recomendar o seu produto/serviço para outra pessoa. Claro que ele/a é bonificado/a por isso, seja com desconto ou até mesmo com um valor em dinheiro. Toda a estratégia é voltada para a geração de vendas.

Faturamento – Avaliar de forma periódica os resultados do seu negócio, com a finalidade de manter as receitas sempre saudáveis e focar em crescimento planejado.

12. Estudar para se tornar um/a profissional de Growth Hacking

As dicas acima sobre como iniciar e decolar sua carreira de Growth Hacker são essenciais para que você dê os primeiros passos e consiga se destacar na área. Muitos conteúdos relacionados ao trabalho do/a Growth Hacker são técnicos e exigem conhecimentos de estratégias e ferramentas aplicadas para o crescimento exponencial das vendas.

Mesmo que você tenha o perfil de Growth Hacker, é preciso estudar bastante para saber como os grandes players do mercado estão atuando neste momento e o que eles vão esperar de você no momento da contratação.

Se você gostou do perfil dessa carreira e se identificou com as skills que são importantes na área, busque um curso de Growth Hacking que explore conteúdos como SEO, Inbound Marketing, E-mail Marketing, os principais softwares para Growth Hacking, Funil de Vendas, Programa de Afiliados, Comunidades nas Redes Sociais, entre outros temas. 

Quer mais uma dica? Conheça o curso de Marketing Digital da Gama Academy agora mesmo! Você vai aprender tudo o que é indispensável para esta área, em uma formação online que oferece a ementa mais completa do mercado, 100% focada na empregabilidade e no desenvolvimento da sua carreira!

Postagem anterior
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.