Growth Hacker: Como essa profissão está revolucionando o mercado digital
Lucas Bhering

Growth Hacker: Como essa profissão está revolucionando o mercado digital

O growth hacker é o único profissional que está 100% focado no crescimento da sua empresa.

Para que possamos explicar o porquê da revolução causada por este profissional junto ao mercado digital, antes de mais nada, precisamos começar este artigo com a definição nua e crua do propósito de vida de um growth hacker: Fazer a sua empresa crescer…e rápido.

A partir daí podemos, e devemos, partir para a desmistificação do termo “hacker”, que a partir do século XX passou a contar com uma conotação negativa de pessoas que, com seus conhecimentos em informática, localizavam vulnerabilidades em sistemas e, na maioria das vezes, usava essas informações para o seu único benefício. Em outras palavras, eram os criminosos da era digital.

Atualmente, ainda que existam hackers focados em prejudicar sites, sistemas e pessoas, o termo evoluiu e passou a representar um profissional que possui uma dedicação incrível em buscar conhecimento que traga soluções para questões envolvidas no dia a dia de uma empresa através de brechas…sim, todo sistema possui uma brecha, mas é importante ressaltar que tudo isso é realizado de forma legal e não possui o foco de prejudicar diretamente pessoas ou empresas.

Com essas duas informações em mente (o growth hacker é focado em crescimento e o hacker não necessariamente se trata de um vilão) podemos nos aprofundar nas maneiras com o qual este profissional revoluciona o mercado digital.

O que é e como surgiu o growth hacking?

É impossível falarmos em revolução sem contarmos uma história com começo, meio e fim…ou seja, precisamos falar da origem do growth hacking. Mas NÃO SE PREOCUPE, não faremos dessa uma leitura chata e cansativa…prometemos ser breves.

A primeira vez que ouvimos falar sobre o termo “growth hacking” foi em 2010 quando Sean Ellis, CEO da growthhackers.com, uma empresa especialista no crescimento de startups, escreveu um artigo com o título que traduzido seria mais ou menos assim: “Growth hacking é o novo VP Marketing”.

De maneira geral e simplificada, Sean criou uma metodologia que era capaz de fazer com que os números das empresas crescessem de forma rápida e a baixos custos. Além disso, Sean era capaz de deixar sua metodologia completa para que o crescimento das empresas continuasse, ainda que ele sequer se mantivesse em parceria com estas empresas.

Basicamente, Sean contava com um método de trabalho extremamente consistente, ainda que fosse baseado em uma série de experimentações. Era o que ele chamava de “marketing orientado por experimentos”.

A questão toda da metodologia gira em torno do conhecimento de fatores como o comportamento do consumidor da empresa em questão, criatividade e ferramentas tecnológicas.

Em outras palavras, o growth hacking é a criação de estratégias que buscam o crescimento empresarial através de oportunidades encontradas em diversos tipos de experimentos diferentes.

Parece um pouco confuso? E se eu falar em SEO, em marketing de conteúdo, links patrocinados e afins? Fica mais fácil? Pois é…esses são alguns dos growth hackings mais famosos e que são usados até hoje.

Mas como sabemos…esses hacks (brechas) são oportunidades que estão em constante mudança…são portas que abrem e fecham a todo momento, por isso, um growth hacker se mostra tão importante e revolucionário.

Como o Growth Hacker revoluciona o mercado digital?

Conforme falamos no tópico anterior, Sean contava com a metodologia que podia fazer com que os resultados continuassem aparecendo, mesmo depois que seu período de consultoria tivesse acabado.

O problema é que não foram poucos os casos de clientes que pararam de crescer assim que suas consultorias acabavam. Foi quando Sean percebeu que a grande questão é que para que sua metodologia continuasse funcionando a pleno vapor era preciso que uma pessoa ficasse a frente do projeto.

Essa pessoa? Sim, o growth hacker.

Sendo assim, o growth hacker se torna o responsável por conectar o produto ou serviço oferecido pela empresa para o público certo, isso tudo de forma ágil e, se possível, escalável.

Como falamos anteriormente, a maneira de realizar esta conexão é através de muito estudo. É preciso entender o público alvo, entender os pontos positivos e negativos do produto ou serviço (bem como da empresa em si), conhecer os meios de se destacar perante sua concorrência, saber como atrair novos clientes e fidelizar um a um e tudo isso através do conhecimento das diversas ferramentas que a tecnologia dispõem atualmente.

Em outras palavras, o growth hacker é “o cara” da empresa.

E quando falamos que essa profissão está revolucionando o mercado digital não estamos exagerando. São esses profissionais que surgem com as ideias inovadoras. São eles que conseguem meios de aumentar o número de aquisição de cliente sem aumentar o valor investido nesse processo e muito mais.

Considerações finais

Bom, tudo parece muito lindo e fácil. Vamos sair testando de tudo e ver o que acontece…para que preciso de um growth hacker?

TODO CUIDADO É POUCO!!! Ações realizadas por profissionais inexperientes podem trazer uma série de consequências como a penalização de sites, queda brusca do faturamento, perda de dinheiro e assim por diante.

Por isso, vamos dar algumas dicas essenciais que devem ser avaliadas antes mesmo de pensar em começar a colocar o growth hacking em prática. Veja:

  1. Nem todo especialista em marketing digital é um growth hacker;
  2. Todo growth hacker é especialista em marketing digital;
  3. Não existe growth hacker sem experiência prática;
  4. Todo growth hacker trabalha incessantemente com números;
  5. Growth hacking não acontece da noite para o dia.

Além disso, antes mesmo de colocar os experimentos em prática, o growth hacker precisa trabalhar com uma série de hipóteses, justamente para minimizar possíveis resultados negativos que podem vir a aparecer.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre a importância de um growth hacker? Deixe sua pergunta nos comentários e falaremos mais sobre o tema.


Anterior: Por que você precisa de um curso de CTO para ser um Gestor de Tecnologia completo? Próximo: Como construir um processo de vendas otimizado para Startups

Sem Comentário

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Pular para a barra de ferramentas